Trabalhadores se unem em greve nesta sexta-feira contra a Reforma da Previdência e os cortes na educação

Trabalhadores, estudantes, e sindicalistas de todo o Acre se unem em uma greve geral para protestar contra a Reforma da Previdência e o corte de 30% no orçamento da Universidade Federal do Acre (Ufac) e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre (Ifac). Em Rio Branco, a mobilização está agendada para sexta-feira, 14, a partir das 9h na Praça da Revolução, Centro, e pretende fechar diversos pontos da região central para chamar a atenção de populares para o ato.

Membros dos sindicatos dos Urbanitários e do Fisco Estadual do Acre (Sindifisco/AC) decidiram apoiar a ação e já confirmaram participação. Também devem participar a Central Única dos Trabalhadores (CUT), União Nacional dos Estudantes (UNE), Central dos Movimentos Populares do Acre (CMPAC), Associação dos Docentes da Ufac (Adufac), Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB) e Sindicato de Empregados em Estabelecimentos Bancários do Acre (Seeb/AC).

Os associados dos sindicatos da Empresa de Correios e Telégrafos (Sintect/AC) e dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe) votaram a favor de participar do evento. O Sindicato das Empresas de Transporte Coletivos do Acre (Sinttpac) ainda vão delibar sobre a participação dos membros no novo protesto. Presidente do Sindicato dos Urbanitários, Marcelo Jucá comenta que a construção da pauta é feita de forma coletiva.

“É um ato nacional contra todos os absurdos que vêm sendo feitos e prejudicam os trabalhadores e estudantes brasileiros. No Acre, convocamos os movimentos sociais, estudantis, centrais e sindicatos para se unirem em busca de uma união para defender os interesses da população brasileira, já que a Reforma da Previdência prejudica somente os mais pobres, e dos direitos históricos dos trabalhadores. Queremos que haja uma participação massiva no dia”, destaca Jucá.

Da Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *