Possesso

O deputado estadual José Bestene (Progressistas), responsável pela indicação do atual secretário de Saúde, Alysson Bestene, estava ontem (30) exasperado com o desenrolar de alguns fatos na Sesacre.

Orientador

“Eu não mando em nada na Saúde, apenas oriento”, disse o parlamentar em discurso da tribuna, ao mencionar a suspensão do processo seletivo para a contratação de profissionais da área.

Sob suspeita

Suspenso a pedido do Ministério Público do Acre (MPE), o processo será alvo de apuração, a fim de que sejam esclarecidas supostas irregularidades.

Alerta

“Eu alertei antes que [o processo] não estava correto. E aos ‘plantonistas’ que só querem causar discórdia, eu já afirmo que não mando em nada na saúde, eu apenas oriento”, ressaltou.

Alvo

Nos bastidores, a informação que circulou foi de que a ira do deputado progressista tinha como destinatário o próprio sobrinho, Alysson. Indício de que o tio lhe atribui a responsabilidade pela lambança.

Recurso

O Ministério Público Federal no Acre (MPF-AC) recorreu, na segunda-feira, 29, ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) da sentença condenatória imposta ao ex-prefeito de Cruzeiro do Sul Vagner Sales (MDB) por improbidade administrativa.

A maior

O objetivo do recurso é ampliar as sanções aplicadas ao ex-gestor, condenado pela aplicação irregular de recursos públicos para asfaltar, além do previsto, o Ramal Canela Fina, no qual está situada uma fazenda de sua propriedade.

Cúmulo do egoísmo

Segundo a denúncia da qual decorreu a condenação de Sales, seis outros ramais da região, com previsão de receber o mesmo benefício, conforme firmado em convênio do município de Cruzeiro do Sul e a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), deixaram de ser atendidos.

Dura lex

A Justiça Federal condenou, no início de abril, o ex-prefeito a restituir ao erário federal mais de R$ 649 mil, bem como ao pagamento de multa civil, no valor correspondente ao acréscimo patrimonial, e também à perda dos valores acrescidos ilicitamente ao seu patrimônio.

Pobre político milionário…

No recurso, o MPF pede aos desembargadores do TRF1 que ao ex-prefeito seja imposta também a sanção de suspensão dos direitos políticos pelo período de oito a dez anos, conforme previsto na Lei de Improbidade Administrativa. Pede, ainda, a condenação à reparação dos danos morais causados às comunidades que ficaram sem o benefício, no valor de R$ 1 milhão, e a fixação do valor da multa, já aplicada na sentença de primeiro grau, R$ 1,29 milhão.

Platitudes

O deputado estadual Nenem Almeida (Solidariedade) subiu à tribuna da Assembleia Legislativa, ontem (30), para destacar a importância do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Acre (Idaf). Segundo ele, o órgão é fundamental ao crescimento econômico do Estado.

Do arco da velha

A despeito de o deputado Nenem ter a prerrogativa de falar o que lhe der na telha, convenhamos que ultimamente lhe falta assunto sobre o qual discorrer na Aleac. Com tantos problemas em todos os setores da administração pública estatal, que mereciam o mínimo de atenção do parlamentar, ele resolve nos falar de platitudes? É Solidariedade mesmo o nome do partido de Vossa Excelência?

Calegário

O deputado Fagner Calegário (PV) apresentou projeto na Aleac que garante manutenção de Brigada Profissional composta por Bombeiros Civis no Estado. A proposta foi protocolada junto à Mesa Diretora na sessão de ontem (30).

Emprego e segurança

“Essa é uma bandeira que precisava ser levantada. Nós precisamos de uma lei que regulamente a profissão do bombeiro civil. Essa lei trará novas frentes de trabalho, além de zelar pela integridade de todos aqueles que transitam nos espaços públicos e privados”, enfatizou Calegário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *