Operação Papai Noel segue com policiamento nas ruas da capital e do interior

Já são 26 dias de operação, cujo trabalho segue até o início de janeiro, visando promover ainda mais a sensação de segurança da população em virtude da alta movimentação financeira natural deste período – Foto: Da Assessoria

Iniciada em 16 de novembro, a Operação Papai Noel, da Polícia Militar do Acre (PMAC), realizou 325 abordagens a pedestres, 38 ciclistas, 477 motocicletas e 121 automóveis, com resultado de uma pessoa presa em flagrante e um veículo recuperado.

Já são 26 dias de operação, cujo trabalho segue até o início de janeiro, visando promover ainda mais a sensação de segurança da população em virtude da alta movimentação financeira natural deste período. A operação policial foi subdividida em duas fases, com início em novembro e término no dia 1 de janeiro de 2019, pelas ruas da capital e do interior.

Para o comandante-geral da PMAC, coronel Marcos Kinpara, a operação é um esforço dos policiais e os resultados são reflexos do empenho dos militares que trabalham diuturnamente nas ruas e também de forma integrada com outras forças de segurança.

“É importante frisar que o balanço positivo da Operação Papai Noel se deve ao comprometimento e profissionalismo dos nossos policiais, preservando e mantendo a paz social, num trabalho integrado”, disse o comandante-geral.

Em resultado parcial, ainda consta apreensão de drogas e de 20 armas brancas. Os policiais também visitaram mais de 170 comércios de Rio Branco, dialogando com os proprietários e dando dicas de segurança aos funcionários. O objetivo é prevenir crimes contra o patrimônio nas regiões de maior circulação de dinheiro e mercadoria.

A operação realiza patrulhamento nas principais áreas comerciais, sem descuidar das operações que continuam sendo realizadas nos bairros para o combate ao crime junto à população.

Além do efetivo empregado na operação, 29 viaturas vão reforçar o policiamento nos pontos mais movimentados que dão acesso aos bairros e centros comerciais. Além disso, outras três equipes vão ficar responsáveis por fazer abordagens nos bairros e blitze.

Agência Notícias do Acre