Economia

Economia

Sistema de Ingresso de Mercadoria Nacional é tema de palestra na FIEAC

Representantes da Suframa explicam sobre novo sistema de gestão de controle que garante transparência no processo

Um novo Sistema de Ingresso de Mercadoria Nacional (Simnac) está sendo adotado pela Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus) e, para que empresários e contadores pudessem entender melhor a respeito desta nova prática de gestão de controle, a FIEAC promoveu, em parceria com a parceria com o CRC e Sescap, uma palestra sobre o tema na tarde da última quarta-feira, 9 de outubro, na Sala de Reuniões da Presidência. A abertura do evento foi realizada pelo presidente em exercício da instituição, João Paulo de Assis Pereira, que está otimista com a novidade. “Suframa é nossa parceira e esperamos que este sistema venha melhorar e desburocratizar ainda mais o nosso país”, almejou.

De acordo com a coordenadora regional da Suframa em Rio Branco, Maria Thereza Alves, e o analista administrativo Paulo Xavier, que ministraram a palestra, o Simnac é um novo sistema de gestão de controle de ingresso de mercadorias nacionais ou nacionalizadas nas áreas administradas pela Suframa com uso exclusivamente de documentos eletrônicos, contemplando práticas inovadoras de trabalho, tendo como objetivo processar efetivamente de forma transparente e eficiente o ingresso de mercadorias nas áreas incentivadas.

“Pudemos fazer várias sugestões para que o sistema se adaptasse à nossa realidade. O sistema antigo já estava obsoleto. Logo, o Simnac vai fortalecer o controle do ingresso de mercadoria nas áreas incentivadas. Era algo que estávamos precisando, pois sana algumas situações que o sistema antigo já não atendia”, explicou Thereza. Ela ponderou que apesar de no início haver um pouco de dificuldade de adaptação, o novo sistema é muito mais simples e ágil que o anterior.

A coordenadora destacou, ainda, um projeto da Suframa em parceria com instituições representantes para se aproximar ainda mais das empresas. “Estabelecemos três eixos para promover alguns encontros: Brasileia-Epitaciolândia, Cruzeiro do Sul e Rio Branco. Já realizamos dois encontros em Brasileia, o primeiro em Cruzeiro do Sul foi durante a Expoacre Juruá e, aqui em Rio Branco, será em novembro. A nossa ideia é estar mais próximos, estamos diversificando as nossas ações no estado e isso está trazendo resultados bastante positivos”, finalizou.


gow banner p20