Edvaldo Magalhães questiona Aneel por não fazer leilão para municípios isolados

Parlamentar disse que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) fez uma “crueldade” com os municípios isolados do Estado – Foto: Agência Aleac

Em pronunciamento na sessão desta quarta-feira (12), o deputado Edvaldo Magalhães (PC do B) disse que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) fez uma “crueldade” com os municípios isolados do Estado do Acre. Segundo o oposicionista, ao realizar o leilão de venda da extinta Eletroacre, o órgão esqueceu de realizar um outro leilão para beneficiar os municípios do interior do estado.

“Passou dezembro, janeiro, fevereiro, março, abril e só agora, no final de maio, a Energisa manda um ofício para a Aneel dizendo que esqueceram de fazer um leilão beneficiando os municípios isolados. Em razão da perda do prazo, a Energisa resolveu ampliar o prazo de renovação das termelétricas e decidiu renovar por 36 meses com base no contrato”, frisou.

Ainda de acordo com o oposicionista, o erro da Aneel vai beneficiar as duas empresas. “A prorrogação desse prazo servirá para eles ganharem mais dinheiro. Como a empresa não detectou que os contratos teriam prazo de vencimento? Aqui não tem ninguém besta. Existe um conluio entre a Aneel e a Energisa de prolongar por mais 36 meses a negociação, aí todo mundo fica bem, e quem paga a conta é o consumidor. Nesse processo, o rabo é de coelho, o nariz é de coelho, mas é rato. Vamos por luz no processo da CPI e verificar os contratos dos municípios isolados”, enfatizou.

Agência Aleac

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *