Com gol de pênalti, ABC vence Galvez e avança para segunda fase da Copa do Brasil

Equipe acreana foi eliminada após a derrota por 1 a 0 – Foto: Globoesporte.com

O Galvez está eliminado da Copa do Brasil. A equipe acreana foi derrotada nesta quarta-feira, 13, pelo ABC-RN, pelo placar de 1 a 0, no Estádio Arena da Floresta. O gol da partida foi marcado pelo acreano Neto, aos 29 minutos da etapa final.

Primeiro tempo – A primeira chegada com perigo foi do ABC, aos quatro minutos. Após cruzamento pelo lado esquerdo de ataque, a zaga do Galvez não fez o corte totalmente, Xavier pegou a sobra e finalizou em cima da defesa. A bola saiu em escanteio. O time potiguar chegou novamente, dessa vez em bola parada, aos 10. Ivan cobrou a falta direto para o gol e Máximo fez a defesa em dois tempos. Os visitantes pressionavam e Wanderson obrigou Máximo a trabalhar, após invadir a área e finalizar rasteiro. O goleiro do Imperador fez a defesa no canto direito e mandou pela linha de fundo.

Novamente no ataque, o ABC desperdiçou grande oportunidade com Eder. O camisa 11 finalizou, mas mandou por cima da trave de Máximo. O Galvez assustou pela primeira vez aos 21. Ciel cobrou falta direto para o gol e Edson fez a defesa e mandou para escanteio. O ABC respondeu logo em seguida. Após cruzamento, a defesa do Imperador não cortou e Wanderson tentou de voleio no meio da área e Máximo teve que se esforçar para mandar a bola para a linha de fundo. O ABC assustou mais uma vez com Anderson Pedra, aos 30. Após cobrança de escanteio, o camisa 5 subiu junto com a defesa do Galvez e cabeceou com perigo, pela linha de fundo. O Imperador voltou a incomodar o goleiro Edson, aos 34 minutos. Adriano recebeu pelo lado direito de ataque, levou para o meio e arriscou o chute. O camisa 1 do ABC se esticou e defendeu parcialmente, mas depois se esforçou e ficou com a bola antes da chegada do atacante do time acreano.

O Galvez melhorou no jogo, adiantou a marcação e começou a pressionar o ABC a partir do campo ofensivo. Os visitantes diminuíram o ritmo, deram mais espaço pro Galvez trabalhar a bola, mas os donos da casa erravam muito na passagem do meio para o ataque e pouco produziram para levar perigo ao gol de Edson e o primeiro tempo terminou sem gols.

Segundo tempo

A etapa final começou bastante brigada. Os dois times tentando chegar ao gol, mas pecando muito no último passe. O ABC, apesar da vantagem do empate, não ficava apenas se defendendo e tentava ir ao ataque. No entanto, o individualismo excessivo na parte final do campo atrapalhava a conclusão das jogadas. O Galvez pouco conseguia construir ofensivamente. Aos 29, o ABC teve um pênalti a favor. Após cobrança de falta, Máximo deu rebote e na sobra acabou disputando a bola com o atacante da equipe potiguar e o árbitro marcou penalti. Na cobrança, o acreano Neto bateu no canto direito do goleiro do Imperador, que foi para o lado esquerdo, e abriu o placar, aos 30. Aos 36, Ivan evitou o empate do Galvez embaixo dola trave. A bola ficou com Jeferson na entrada da pequena área, o camisa 20 finalizou de pé direito, que não é o bom, e o lateral-direito aliviou o perigo. Precisando virar o placar o Galvez se lançou ao ataque, tentou pressionar, mas sem organização e com pouca inspiração, não teve êxito. O ABC, quando tinha a posse de bola valorizava a vantagem e fazia o tempo passar. O Galvez não conseguiu furar o bloqueio defensivo potiguar, o árbitro apitou o fim da partida e o ABC volta para Natal (RN) com a vaga garantida na segunda fase.

Fonte: Globoesporte.com/ac