Seminário técnico sobre revisão do Sinapi será realizado na FIEAC no dia 22 deste mês

Com o objetivo de atualizar os empresários do setor, a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), em parceria com a Federação das Indústrias do Acre, Fórum Permanente de Desenvolvimento do Estado do Acre e SENAI Nacional, realiza, no próximo dia 22, em Rio Branco, o Seminário Técnico de Revisão do Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (Sinapi).

O evento, que acontecerá na sede da FIEAC, a partir das 16h, visa apresentar as atuais alterações da ferramenta, que passa por uma profunda reforma de ampliação. Presidente da FIEAC e do Fórum Permanente do Desenvolvimento, José Adriano fará a abertura do seminário. Também participará o consultor da CBIC e gestor do Projeto de Revisão do Sinapi da CBIC, Geraldo de Paula Eduardo, que abordará a importância do trabalho.

A programação inclui palestra da engenheira orçamentista do Sindicato da Indústria da Construção de Pernambuco (Sinduscon-PE), Luciana Andrade. A apresentação focará na visão empresarial em relação ao Sinapi, recomendações sobre como usar o sistema e os equívocos mais comuns.

Além disso, o seminário também contará com a presença do gerente executivo do Sinapi, Mauro Fernando Martins de Castro, e a coordenadora, Íris de Macedo, ambos da Caixa Econômica Federal. Os dois trarão informações oficiais sobre o andamento da revisão.

Segundo o presidente da FIEAC, José Adriano, a tabela do Sinapi é um dos estudos que a Câmara Técnica da Construção Civil do Fórum Permanente de Desenvolvimento se propôs a discutir. “É a tabela que norteia todos os preços da construção civil no segmento de edificações e, por sua vez, desencadeia toda uma necessidade de se fazer a atualização de insumos que a compõem. Estamos falando de uma abrangência muito grande desse trabalho, mas o seminário irá focar na metodologia mais justa para a Região Amazônica, pois nossa proposta é termos uma tabela diferenciada do Sinapi e do Sicro (Sistema de Custos Referenciais de Obras) para os preços da indústria da construção civil focada nas nossas características regionais”, destaca o empresário.

O presidente ressalta que entrou em contato com a CBIC, que de imediato atendeu a demanda para promover o evento no Acre. “A CBIC agrega todos os estudos que orientam a construção civil no Brasil e dispõe de um grande número de técnicos e instituições que trabalham esses dados em nível internacional. Isso nos trará uma visão geral e nos ajudará com informações atualizadas para levarmos nossa realidade ao Brasil inteiro e, se Deus quiser, com a convergência e entendimento dos órgãos de controle com relação à realidade no nosso Estado e nos municípios mais distantes da capital acreana. São problemas que enfrentamos nas últimas décadas e precisamos corrigi-los. A ideia é convidar os órgãos de controle para essa discussão e sair com encaminhamento para essa tabela focada na nossa realidade”, salienta José Adriano.

Assessoria FIEAC, com informações da CBIC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *