Prefeitura de Rio Branco e Conselho Municipal do Idoso realizam 5ª Conferência Municipal da Pessoa Idosa

Evento contou a participação de diversas entidades da sociedade civil organizada – Fotos: Val Fernandes

Os desafios de envelhecer no século 21 e o papel das políticas públicas. Este foi o tema da 5ª Conferência Municipal da Pessoa Idosa realizada nesta terça-feira, 4, no anfiteatro Garibaldi Brasil da Universidade Federal do Acre. O evento, realizado pelo Conselho Municipal da Pessoa Idosa em parceria com a Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH), contou a participação de diversas entidades da sociedade civil organizada.

A prefeita Socorro Neri abriu a Conferência, destacou o trabalho desenvolvido pelo município e os muitos desafios que devem ser superados, não apenas na cidade de Rio Branco, mas em todo o país com aumento da expectativa de vida dos brasileiros.

“Hoje, nós aproveitamos para fazer uma avaliação do que tem sido feito em Rio Branco e do que ainda precisa ser feito, melhorado, para garantir que o nosso envelhecimento se torne cada vez mais saudável, que as pessoas idosas encontrem na cidade um ambiente social adequado para permanecerem protagonistas. A cidade de Rio Branco realiza atendimentos na área de assistência social com convivência, assistência familiar, ações de cultura, lazer e também na saúde. São atividades que buscam apoiar o envelhecimento saudável. Evidente que ainda há muito o que deve ser melhorado e é esse diálogo, a busca por alternativas e soluções que buscamos tratar com a sociedade neste espaço”, disse a prefeita.

A secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Núbia Musis, falou sobre a rede de proteção e também os serviços assistenciais disponibilizados pelo executivo municipal aos idosos. “Nós temos vários serviços para o atendimento dos idosos, desde os Cras [Centro de Referência de Assistência Social], que faz todo o acompanhamento dos idosos, temos o Centro de Referência do Idoso no Calafate até o fortalecimento do Conselho do Idoso no município. Um dos eixos que vamos certamente tratar hoje, e que está dentro da temática desta 5ª edição municipal da conferência, é o impacto da reforma da previdência. Será um dia de muita conversa, muito debate”.

Os apontamentos feitos na conferência municipal serão levados para a etapa estadual e em seguida para a Conferência Nacional, que será realizada em novembro em Brasília.

“Vamos debater as melhorias na saúde, na educação, transporte, a convivência dos idosos com a família”, disse a presidente do Conselho Municipal dos Direitos dos Idosos, Ramizier Camila Sahid.

Aos 72 anos de vida seu João Batista frequenta o Centro de Referência do Idoso no Calafate. Segundo ele, as atividades desenvolvidas lá o permitiram curar uma forte depressão e voltar a ter dias mais felizes com a companhia de outros idosos e a ajuda dos profissionais do local. “Eu falo sempre pros idosos que estão em casa que procurem estes locais, que frequentem e se exercitem nas academias ao ar livre implantadas pela Prefeitura. Eu estou muito bem e sempre digo que devemos aproveitar melhor esses espaços que já existem”.

Assessoria PMRB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *