..::data e hora::.. 00:00:00

Poronga

Ação

O governador Gladson Cameli esteve ontem na sede do Dnit, em Brasília, onde tratou acerca de ações do órgão nacional de infraestrutura sobre as ações do departamento no estado. 

Pauta 

Cameli encaminhou sobre a aprovação dos projetos referentes à construção do anel viário do município de Brasileia, recuperação da BR-364 no trecho entre Rio Branco a Cruzeiro do Sul e construção da ponte sobre o rio Juruá, com acesso ao município de Rodrigues Alves – que integra a estrada que liga Cruzeiro do Sul a Pucallpa, no Peru, e que concretizará a saída do Brasil para o pacífico por aquela região.

Reforço 

Gladson Cameli também aproveitou para antecipar pedido de apoio para a construção do viaduto em Rio Branco, na entrada da cidade, na área conhecida como Corrente, localizada na confluência entre as BRs 364 e 317, cujo anteprojeto, disse, será apresentado ao órgão em até 25 dias.

Palavra

O diretor do Dnit, general Antônio Santos Filho, garantiu apoio aos pedidos feitos pelo governador, afirmando que “os interesses são os mesmos” e adiantou que, em março, deverá ser publicado edital para licitação de projetos referentes às obras da estrada que ligará o município de Cruzeiro do Sul a Pucallpa, no Peru, incluindo a ponte sobre o rio Juruá, que dá acesso ao município de Rodrigues Alves. 


Imagem2

Pesar

Morreu na madrugada desta quarta-feira (13), no hospital Albert Einstein em São Paulo (SP), Maguito Vilela (MDB), por complicações pulmonares decorrentes da Covid-19. Ele ficou 80 dias na UTI do hospital. 

Trajetória 

Prefeito de Goiânia, eleito em 2020, tomou posse na unidade hospitalar e não chegou a assumir o cargo, tendo pedido licença imediatamente. Vilela é o primeiro político de projeção nacional a morrer da doença. Antes de ter sido eleito prefeito, foi  vereador, deputado estadual e federal e vice-governador. Também foi governador de Goiás entre 1995 a 1998, quando disputou e ganhou a eleição para senador.

Inusitado 

O emedebista ganhou a eleição no segundo turno, já na UTI, com 52% dos votos, contra 47% do adversário Vanderlan Cardoso (PSD).

Exéquias 

De acordo com nota divulgada pela Secretaria de Comunicação da capital, “a família está providenciando o traslado do corpo de São Paulo para Goiás e ele deve ser sepultado em Jataí, sua terra natal”.

Drama

Maguito perdeu duas irmãs para o coronavírus em agosto de 2020, com menos de dez dia de diferença. No dia 19, faleceu Nelma Vilela Veloso, de 76 anos. No dia 28, a irmã mais velha, Nelita Vilela, de 82 anos, também morreu.

Histórico 

O prefeito eleito foi diagnosticado com a Covid-19 no dia 20 de outubro de 2020 e, dois dias depois, foi internado em um hospital de Goiânia. No dia 27 de outubro, ele recebeu diagnóstico de até 75% de inflamação nos pulmões. Estava com saturação de oxigênio no sangue. No mesmo dia, foi transferido para São Paulo

Alea jacta est

A senadora Simone Tebet (MS) será a candidata do MDB na eleição para a presidência do Senado, no início de fevereiro, anunciou o partido na tarde de ontem, terça-feira (12).

Porte 

O MDB tem a maior bancada no Senado, com 15 senadores, e irá bater chapa com o senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), apoiado pelo atual presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). 

Inusitado

Simone Tebet sonha ser a primeira mulher presidenta do Senado. A questão de gênero não tem relação com as votações da parlamentar, que se posiciona à direita no espectro político. Ideologicamente, a senadora tem apoiado pautas conservadoras do ponto de vista econômico.

Perfis 

Tanto na câmara, com Baleia Rossi (MDB) e Arthur Lira (PP)  quanto no Senado, com Simone e Pacheco, as críticas estão restritas à pessoa de Jair Bolsonaro, enquanto os congressistas que disputam o comando das duas Casas comungam das mesmas crenças neoliberais na economia do presidente da República.

Papéis invertidos 

O ex-juiz Sergio Moro e o procurador Dallagnol, ex-coordenador da Lava Jato, estão nas “mãos” do ex-presidente Lula. A Polícia Federal entregou na noite dessa última segunda-feira 11, à defesa de Lula, as mensagens de autoridades hackeadas e que foram apreendidas pela Operação Spoofing, que incluem diálogos entre integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato.

Requisição 

O pedido de acesso foi feito pela defesa do petista ao ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, e acatado em 28 de dezembro. Os advogados do ex-presidente já enviaram um comunicado ao gabinete de Lewandowski informando que já retiraram, na Superintendência da Polícia Federal do Distrito Federal, dois HDs externos com os arquivos.

A volta do cipó de aroeira

Lula deverá usar as mensagens de Moro e Dallagnol para pleitear, no habeas corpus, a suspeição do ex-juiz e do ex-coordenador da força-tarefa Lava Jato. Os arquivos nas mãos dos petistas têm capacidade de mandar para a cadeia os ex-paladinos da justiça, dizem dirigentes do Partido dos Trabalhadores.

Radicalizando 

O ex-senador Roberto Requião (MDB-PR) publicou um vídeo nesta terça-feira (12) dizendo que o impeachment do presidente Jair Bolsonaro é fundamental para recuperar a economia do Brasil. Segundo o emedebista, o fechamento da Ford no Brasil é apenas o reflexo dessa crise econômica.

Posição 

O impeachment de Bolsonaro e o afastamento dessa política econômica é fundamental, afirma Requião. “Eu já fazia oposição a esse modelo econômico desde Joaquim Levy, Henrique Meirelles”, disse.

À Luta 

“O Brasil precisa de um novo projeto de Nação, em respeito às pessoas, em respeito ao trabalho, de reconstrução da cidadania”, opinou Requião. “Resistência, minha gente… firmeza e ação!”, pediu.

Image
Image

logo news2