“O meu trabalho não parou, eu vou continuar trabalhando pelo bem-estar das famílias acreanas”, diz deputada Juliana

Deputada falou sobre a decisão dos seis juízes do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE/AC) de cassar o seu mandato – Foto: Agência Aleac

Na sessão desta quarta-feira (12), a deputada Doutora Juliana (PSB) falou sobre a decisão dos seis juízes do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE/AC) de cassar o seu mandato. O julgamento aconteceu na última segunda-feira (10). Apesar da decisão, a relatora da ação, juíza Olívia Ribeiro, seguindo entendimento anterior, decidiu que a parlamentar recorra da decisão em seu cargo.

A parlamentar agradeceu ainda aos advogados que estão cuidando do caso. “Hoje, fiz questão de vir com o vestido que usei na minha posse. As pessoas pensam que eu estou triste, mas não estou. A vida é feita de desafios, eu sabia que não seria fácil. Eu continuo aqui, porque Deus permitiu. Quero agradecer ainda aos meus advogados pelo empenho, foi uma defesa maravilhosa”, disse.

A parlamentar aproveitou para enfatizar que respeita a decisão da Justiça e que a Corte Eleitoral votou com consciência. Disse ainda que ficou sabendo que havia suplente afirmando que comprou terno novo para assumir a sua vaga no parlamento acreano.

“Me disseram que tinha um suplente fazendo postagens nas redes sociais dizendo que no dia seguinte iria assumir o meu mandato. Ele só esqueceu que essa é uma decisão da justiça e que eu tenho todo o direito de recorrer. Não fiquem perdendo tempo aqui pelos corredores, vai ter eleição ano que vem minha gente, vão trabalhar, vão se candidatar a vereador. Foram quase 6 mil pessoas que me quiseram nesta Casa, e é aqui que eu vou ficar”, enfatizou.

Para concluir, Doutora Juliana disse que irá continuar trabalhando pelo bem-estar das famílias acreanas. “O nosso Estado está precisando de parlamentares que tenham realmente compromisso com o povo, e já vou avisando que o meu trabalho nesta Casa não parou. Tenho muitos projetos em andamento e eles serão sim devidamente concluídos. Não comprei voto, não forcei ninguém a votar em mim, sou uma mulher honrada e continuarei trabalhando para garantir qualidade de vida às famílias acreanas”, finalizou.

Agência Aleac

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *