MP na Comunidade integra Caravana da cidadania e leva serviços públicos ao bairro Triângulo

O bairro Triângulo e adjacências, em Rio Branco, receberam nesta sexta-feira (17) um amplo leque de serviços públicos ofertados pela Caravana da Cidadania, ação integrada entre o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), Tribunal de Justiça e Defensoria Pública.

O projeto MP na Comunidade faz parte da Caravana da Cidadania nessa primeira edição do ano e disponibiliza os serviços do Centro de Atendimento ao Cidadão (CAC), Centro de Atendimento à Vítima (CAV), Núcleo de Apoio e Atendimento Psicossocial em Dependência Química (Natera) e Ouvidoria-Geral.

A iniciativa é resultado da soma de esforços das três instituições, que já realizam ações semelhantes.  Com isso, uma gama maior de serviços se concentram em um só espaço e um número maior de cidadãos é beneficiado.

Em coletiva de imprensa, realizada na abertura das atividades, a procuradora-geral de Justiça, Kátia Rejane de Araújo Rodrigues, destacou os benefícios da ação.

“Acredito que é um grande dia porque estamos reunindo neste espaço três projetos que são voltados para o atendimento ao cidadão, e aqui a população vai ser agraciada com o maior número de serviços. Então é nisso que consiste essa parceria entre o MP, Poder Judiciário e Defensoria Pública.”

A caravana oferta serviços como emissão de documentos, atendimentos jurídicos, de saúde, de assistência social, além de ações de beleza e entretenimento. Os membros do MPAC compõem as audiências de conciliação e participaram também no casamento coletivo no final do dia, reservados aos casais com hipossuficiência financeira.

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Francisco Djalma, lembrou que muitas pessoas aproveitam o momento para fazer o registro civil e casamento. “A Caravana da Cidadania é um projeto muito importante para o Acre. Já temos quase 25 anos de Projeto Cidadão e cada vez mais a gente percebe a necessidade da existência desse projeto, porque parece que as pessoas não procuram os cartórios para fazer registro, casamento, e aproveitam o projeto Cidadão para efetivar esses procedimentos”, disse.

Governador em exercício, o presidente da Assembleia Legislativa do Acre, Nicolau Júnior, esteve presente na abertura do evento e se colocou à disposição. “É um projeto que valoriza as pessoas, consegue dar dignidade às pessoas que precisam, porque tem muita gente que ainda precisa desses atendimentos, tem muita gente que não tem documento. Não podemos admitir isso e temos que trabalhar para mudar”, declarou o deputado.

Com a ação realizada nesta sexta, o MP na Comunidade soma 70 edições, tendo sido realizado tanto na Capital como também no interior do estado. O número de atendimentos passa de 46 mil. Com a iniciativa, o MPAC leva todos os serviços disponíveis nas unidades ministeriais para os bairros das cidades acreanas.

Agência de Notícias do MPAC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *