Polícia

    Neto que xingou e deu tapa no rosto da avó no interior do AC é condenado a três anos de prisão

    Agressões físicas ocorreram no ano passado no município de Sena Madureira. Defesa alegou que acusado é usuário de drogas e uma pessoa instável

    Um rapaz foi condenado a três anos de prisão em regime aberto por bater na avó de 57 anos. As agressões ocorreram em março do ano passado em Sena Madureira, interior do Acre, e o acusado foi preso em flagrante.

    Ele seria usuário de drogas e teria dado um tapa no rosto da avó, a chamado de vários palavrões, e cuspido no rosto da mulher.

    A Vara Criminal da Comarca do município determinou ainda algumas medidas restritivas contra o acusado. A sentença ainda cabe recurso.

    Ao G1, a advogada Vania do Nascimento, que atuou no caso, disse que não foi notificada ainda da decisão. A defensora acrescentou que pediu em audiência uma avaliação psicológica do rapaz, uma vez que ele é usuário de drogas e instável.

    “O juiz negou em ata. Lembro que tinha problemas com drogas, a avó falou isso em audiência. Teria agredido ela por abstinência ou estava muito drogado, não me recordo bem. Pedi a absolvição no que tange a instabilidade dele. Fui nomeada como advogada dativa, nesse caso o juiz tem que me intimar ou a própria família”, ressaltou.

    Agressão

    A Polícia Civil do Acre informou que uma equipe foi acionada para atender uma ocorrência de violência doméstica. Ao chegar no local, no bairro Bom Sucesso, em Sena Madureira, a vítima falou que o neto deu um empurrão nela após chegar em casa.

    Durante a confusão, a mulher ainda foi xingada de ‘puta’ e ‘galinha’ pelo rapaz. O neto também cuspiu na parente, e foi levado preso para a delegacia da cidade.

    Image
    Image