..::data e hora::.. 00:00:00

Educação

Após suspensão, aulas presenciais para 160 mil alunos do Acre devem retomar em março

Após recesso, aulas retornam em fevereiro com ensino remoto ainda e em março secretaria pretende concluir ano letivo de 2020, com ensino presencial. Em abril, escolas têm recesso para matrículas e rematrículas dos alunos e ano letivo de 2021 inicia com aulas presenciais em maio

Um ano após suspensão das aulas presenciais por conta da pandemia da Covid-19, os mais de 160 mil alunos da rede pública estadual devem voltar às salas de aulas no mês de março para conclusão do ano letivo de 2020. A previsão foi confirmada pelo secretário Estadual de Educação, Mauro Sérgio, em entrevista ao Jornal do Acre.

As aulas presenciais na rede pública estão suspensas desde o dia 17 de março, na semana em que o Acre confirmou os três primeiros casos de Covid-19. Desde então, os alunos têm acesso ao conteúdo escolar pela internet por videoaula, pelo rádio com audioaula, pela televisão e também pelo material impresso adquirido nas escolas.

Em meio à pandemia, os alunos da rede pública estadual concluíram em 2020 os 1°, 2° e 3° bimestres, por meio do ensino remoto. Agora, eles e os professores estão em recesso.

Conforme o cronograma, no início de fevereiro deste ano as aulas vão voltar ainda de forma remota para os últimos ajustes e em março, ainda para a conclusão do 4° bimestre do ano letivo de 2020, os alunos voltam a ter aulas presenciais.

Nesse primeiro momento, segundo o secretário, as aulas vão ocorrer de forma “hibrida”, ou seja, tanto com ensino presencial como remoto. As salas vão ser divididas por lista de chamadas, para evitar aglomeração e garantir o distanciamento sociais.

O novo cronograma foi divulgado no dia em que o Acre registra 42.117 casos de Covid-19 e 806 mortes causadas pela doença. Pacientes que receberam alta são 33.869 e 126 seguem internados.

Ano letivo de 2021

No mês de abril, as escolas voltam a ter recesso, agora para que sejam realizadas as matrículas e rematrículas dos estudantes. Ainda de acordo com o cronograma, no mês de maio é iniciado o ano letivo de 2021, com aulas presenciais.

O secretário informou ainda que a previsão é que a conclusão do ano letivo de 2021 ocorra em dezembro, ainda com sistema de 800 horas/aula no lugar de 200 dias letivos, o que foi flexibilizado por conta da pandemia.

“Desde o final do ano passado que demos início à preparação do reinício das atividades em nossas escolas. E esse planejamento visa, sobretudo, a conclusão do ano letivo de 2020. A partir de março, os alunos terão momentos presenciais em nossas escolas e, ao mesmo tempo, realizarão em suas casas as atividades à distância que são propostas pelas nossas escolas, professores e secretaria. E, a partir do dia 2 de maio, iniciaremos, se Deus quiser, com segurança e com pé direito, o ano letivo de 2021”, afirmou.

O secretário informou ainda que o cronograma vale tanto para as escolas que ficam nas cidades como para as da zona rural, que são cerca de 380, e as escolas indígenas, que são 149.

“Estaremos realizando o trabalho da melhor forma possível, porque o que nós não podemos é trazer prejuízos para nossos alunos, o aluno em nenhum momento pode ser o prejudicado. E a secretaria de Educação tem essa missão de atender os alunos e ao mesmo tempo fazendo um trabalho para que nossos docentes também possam desenvolver seus trabalhos. Nosso objetivo é concluir o ano letivo no final do ano 2021.”

Aulas presenciais suspensas

Inicialmente, a SEE planejava retomar com as aulas presenciais em setembro do ano passado e estender o calendário até fevereiro de 2021. Para isso, a gestão divulgou enquetes para ouvir os professores, alunos, pais e responsáveis sobre o possível retorno.

No início de agosto de 2020, a secretaria decidiu adiar para este ano a volta das aulas presencias no estado. Porém, no dia 6 de novembro, o governo do Acre publicou um decreto autorizando o retorno das aulas presenciais em instituições públicas e privadas de ensino do estado a partir do dia 16 de novembro, obedecendo uma série de regras.

Após oito meses, pelo menos 16 escolas particulares na capital acreana retornaram ao ensino presencial nos dias 16 e 17 de novembro de 2020. A retomada foi opcional para as instituições e unidades de ensino e será dividida em três fases.

Mesmo com o decreto, a Secretaria Municipal de Educação de Rio Branco (Seme) decidiu que vai continuar com as aulas remotas até o ano que vem. A pasta divulgou uma nota, destacando que o ensino remoto foi escolhido para dar continuidade ao ano letivo de 2020.

No último dia 3 de dezembro, os gestores públicos passaram por uma capacitação sobre a retomada segura das atividades presenciais nas escolas do estado em meio à pandemia da Covid-19.

Fases para retomada das aulas presenciais

  • Primeira fase: pode ter início a partir de 16 de novembro de 2020. Nesta fase será permitida a retomada parcial das aulas e demais atividades presenciais do 5º e 9º anos do ensino fundamental; 3º ano do ensino médio, bem como educação infantil; creches; alunos com vulnerabilidades; alunos com dificuldade de aprendizagem e/ ou acesso ao ensino remoto; e atividades práticas laboratoriais do ensino superior.
  • Segunda fase: pode ter início 21 dias após o dia 16 de novembro, e na qual serão permitidas, em maior grau do que na primeira fase, a retomada das aulas e demais atividades presenciais das séries previstas na fase anterior, assim como a retomada parcial das demais séries do ensino fundamental e médio.
  • Terceira fase: pode ter início 60 dias após o dia 16 de novembro, e na qual serão permitidas, em maior grau do que na segunda fase, a retomada das aulas e demais atividades presenciais do ensino fundamental e médio, assim como a retomada das aulas e demais atividades presenciais das escolas técnicas e de ensino superior.
Image
Image

logo news2