Economia

    Sistema Fecomércio/AC parabeniza comerciantes nesta quinta

    O presidente do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac/AC, Leandro Domingos, parabeniza os comerciantes pelo seu dia, celebrado nesta quinta-feira, 16. Na ocasião, ele relembra que o comércio vive um dos momentos mais difíceis de sua história, sendo o mais atingido e prejudicado pela pandemia do novo coronavírus.

    Segundo Domingos, a paralisação quase total motivada pelo decreto do Estado, que atinge o comércio em geral, embora necessária para o período, trouxe inúmeros problemas a quem vive do comércio. Lembra, ainda, que compromissos como aluguel, pagamento de funcionários e outros insumos não para durante o isolamento social, portanto, o comerciante se vê, atualmente, numa situação extremamente difícil.

    “Desde o início da pandemia, temos atuado na defesa do empresário do comércio de bens, serviços e turismo no sentido de minimizar os impactos da crise. Assim que fomos informados do decreto de isolamento social, pedimos pela suspensão da cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Sabíamos desde o começo que as perdas seriam imensuráveis, mas propusemos e lutamos por inúmeras medidas que pudessem minorar essas perdas e possibilitar a recuperação da economia acreana”, diz.

    Ao longo da pandemia, o Sistema Fecomércio-Sesc-Senac/AC atua em ações sociais, que envolvem desde a distribuição de cestas básicas, máscaras e refeições aos mais necessitados. Além disso, há um verdadeiro programa de estudos que identifica os problemas atuais e procura as melhores soluções para o momento atual, com um trabalho intenso junto aos parlamentares.

    “Celebramos, hoje, o Dia do Comerciante, que não tem dia nem hora pra funcionar e, muitas vezes, deixa de estar com a família para levar ao consumidor produtos e bens indispensáveis para a subsistência e o conforto coletivo e pessoal. O comércio o agente econômico mais ativo da economia. Portanto, é necessário mostrar a importância do comerciante, que é sempre o primeiro da fila para viver e superar as dificuldades econômicas do País”, reitera Domingos.

    O presidente relembra que, atualmente, o comerciante tem uma visão distorcida por parte da população. “É necessário lembrar que a figura do comerciante é importantíssima para a nação e, consequente geração de emprego e renda, vez que é com o comércio que fazemos que o capital gire, e portanto, exista a economia em sua essência. Neste 16 de julho, saudamos a figura do comerciante, sua coragem e força para viver momentos tão difíceis e, mesmo assim, reacender, para promover a mudança na vida de todos”.

    Image
    Image
    Image