Amazônia

    Documento final do Sínodo da Amazônia é votado e aprovado

    O Documento final do Sínodo dos Bispos para a região Pan- amazônica foi votado e aprovado neste sábado (26). O texto foi divulgado a pedido do Papa Francisco. Na votação, os padres sinodais aprovaram, quase por unanimidade, todos os 120 parágrafos do texto.

    Dividido em cinco capítulos, o texto pede uma conversão que tem diferentes significados: integral, pastoral, cultural, ecológica e sinodal.

    Dentre tantos temas apresentados estão a Igreja com rosto indígena, migrante, jovem, um chamado à conversão integral, um diálogo ecumênico, a importância dos valores culturais dos povos amazônicos, a dimensão socioambiental da evangelização, um Igreja ministerial e novos ministérios, além da presença e vez da mulher e muitas outras propostas.

    Em entrevista exclusiva à Rede Aparecida de Comunicação, o Cardeal Cláudio Hummes, relator-geral do Sínodo, falou que este foi um passo importante para a Igreja e ressaltou que está feliz com o resultado.

    “Em primeiro lugar quero agradecer a Deus, era sensível a presença de Deus e do Espírito Santo que guiou. Muitos rezaram para isso e o Espirito Santo esteve realmente aqui. Eu estou muito feliz com o resultado. Foi realmente algo importante para nossa gente, para o território da Amazônia, importantíssimo porque continua esse trabalho que a Igreja já fez e está fazendo em relação a grande crise ambiental e socioambiental, ecológica e climática. A salvação da Amazônia é fundamental para o futuro da humanidade. Creio que foi um passo muito importante nesse sentido este Sínodo. Estou muito feliz e tenho certeza de que agora nós temos mais luzes para trabalhar e muito mais impulso também” , afirmou.

    LEIA MAIS

    Image
    Image