Amazônia

Amazônia

Igarapé São Francisco terá 20 milhões de dólares para despoluição e revitalização

O projeto de despoluição e revitalização do Igarapé São Francisco foi pauta de uma reunião realizada nesta terça-feira, 15, entre o ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles, o senador Márcio Bittar, a deputada federal Vanda Milani, o secretário de Estado de Meio Ambiente, Israel Milani

e o presidente do Sindicato dos Engenheiros do Acre (Senge), Sebastião Fonseca. O ministro garantiu recursos na ordem de US$ 20 milhões para as ações.

Entre as propostas de melhoria estão a construção de estações de tratamento de esgoto, recuperação da mata ciliar, construção de pontes para pedestres, atividades de educação ambiental e monitoramento. Para o senador Márcio Bittar, que está a frente do projeto, a situação é grave e precisa ser tratada em caráter de urgência. “O igarapé São Francisco não pode continuar sendo um esgoto a céu aberto”, disse.

Ao visitar o Acre em junho deste ano, o ministro Ricardo Salles constatou a necessidade de investimentos para revitalizar a Bacia do Rio Acre. Nesta terça-feira, em Brasília, o secretário de Estado de Meio Ambiente, Israel Milani, entregou ao ministro o projeto de despoluição do igarapé São Franscisco, elaborado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e pela Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), com participação do Sindicato dos Engenheiros.

Israel Milani parabenizou a iniciativa de Márcio Bittar em garantir uma importante articulação para o Estado do Acre. “A previsão é de que as obras já iniciem no próximo ano, com finalização em até dois anos. O governador Gladson apoia totalmente esse projeto que com certeza será uma grande marca desse governo”, comentou.

Para a deputada federal Vanda Milani, que vem acompanhando a elaboração do projeto desde o início, as propostas de despoluição e revitalização urbanística e ambiental do Igarapé São Francisco são urgentes e necessárias. “As obras vão garantir a qualidade de vida da nossa população”, disse.


gow banner p20