Política

Política

PT do Acre lança nota de repúdio contra reportagem veiculada em site local

NOTA DE REPÚDIO

O Partidos dos Trabalhadores -PT, em respeito a opinião pública e a sociedade em geral, vem através dessa nota REPUDIAR, com indignação, a tentativa de atingir a imagem do PT e alguns de seus quadros políticos

a saber: SOCORRO RIBEIRO (servidora da EMATER/AC), LOURIVAL MARQUES – Lôro (ex-deputado estadual),e MAMED DANKAR (Vereador de Rio Branco).

Os referidos militantes foram citados em matéria veiculada pelo jornal eletrônico “ACJORNAL.COM” em 02/10/2019, cuja manchete já indica o propósito da “reportagem”. Negritamos: “MP E GOVERNO INVESTIGAM EX-BRAÇO DIREITO DE “LÔRO” POR DESVIOS E FAVORECIMENTO A FAMÍLIA” (Manchete com direito a foto de Socorro Ribeiro, uma pessoa com tarjeta preta no rosto, e Lourival Marques).

No corpo da matéria consta que: “40 agricultores de várias localidades do estado protocolaram, na Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), entidade vinculada a SEPA, um documento no qual acusam a servidora SOCORRO RIBEIRO de desviar recursos públicos e favorecer parentes”, além de listar outras supostas irregularidades cometidas pela servidora.

Pelo exposto, consideramos importante prestar os seguintes esclarecimentos:

1 – A referida “reportagem”, que não está assinada constando apenas “POR REDAÇÃO, não seguiu o elementar princípio do jornalismo de ouvir a outra parte, as pessoas acusadas, para que se estabeleça o contraditório;

2 – Trata-se do tipo de “jornalismo de pistolagem” com o flagrante propósito de ASSASSINATO DE REPUTAÇÕES;

3 – A “reportagem” assinala que “conversou com o secretário Paulo Wadt, e que o mesmo afirmou que recebeu a denúncia em março desse ano e, logo em seguida determinou a criação de uma Comissão de Sindicância e que ainda não tinha o resultado.” Esclareceu ainda que as denúncias foram encaminhadas para o Ministério Público, Tribunal de Contas do Estado e Controladoria Geral do Estado.”

4 – Com efeito o “documento/denúncia” foi protocolado na SEPA em 15/01/2019 e assinado por 40 produtores. Estranha-se que o gestor só tenha tomado conhecimento do mesmo com quase 90 dias e que não foi dada publicidade a tal sindicância, pois até o momento (09/10/2019), a principal denunciada, SOCORRO RIBEIRO, não ter sido notificada nem ouvida pela referida COMISSÃO DE SINDICÂNCIA, e nem pelos órgãos de controle externo (MPE, TCE e CGE), apesar de já ter se passado 7 meses, desde que o secretário da SEPA tomou conhecimento (marco/2019);

5 – Pelo exposto, recomendamos aos nossos filiados, que recorram a justiça para que se reponha a verdade e se faça a reparação dos danos.

Diretório Municipal do PT de Rio Branco

Diretório Estadual do PT/AC

Rio Branco (AC), 09 de outubro de 2019


gow banner p20