Política

Política

Governador Gladson Cameli participa de Semana do Clima em Nova Iorque

O governador Gladson Cameli se reuniu neste sábado, 21, com parte da equipe que já se encontra em Nova Iorque para preparação da agenda que inclui as Estratégias de conservação e desenvolvimento sustentável da Amazônia acreana.

Entre os eventos da Semana do Clima de Nova Iorque (Climate Week The New York), nos Estados Unidos, ocorrerá evento alusivo ao aniversário da Declaração de Nova York sobre Florestas, endossada em 2014, e têm como estados membros brasileiros signatários (subscritos no documento) Acre, Amazonas e Amapá.

A declaração, que comemora cinco anos, já trazia em seu conteúdo “o compromisso por um mundo onde pessoas e florestas possam crescer juntas”, afirmação alinhada à proposta do governo acreano. Para o governador Gladson Cameli, a Declaração é atual e o Acre segue empenhado nas metas para o combate do desmatamento ilegal e alternativas para o desenvolvimento de nossas comunidades tradicionais e povos indígenas.

“Somos descendentes de seringueiros, dos indígenas de nossas terras. As populações tradicionais são os grandes mantenedores de nossas regiões de floresta. Também precisamos garantir, em nosso programa acreano de conservação de florestas, o uso de recursos naturais que gerem renda para a população de uma forma geral. O que a floresta nos fornece cria possibilidades múltiplas de geração de riquezas para o estado, sem degradação. E só utilizaremos para o progresso do agronegócio de baixas emissões o que já temos de áreas consolidadas. Sempre reforço que o Acre não precisa desmatar para se desenvolver. Estamos estabelecendo as melhores estratégias neste sentido”, garantiu o governador.

Por telefone, o secretário de Estado de Meio Ambiente, Israel Milani, declarou estar feliz com a aprovação do Padrão de Florestas Tropicais da Califórnia (TFS). “Com a aprovação do programa abre novas fontes de captação de recursos para que possamos garantir o desenvolvimento do estado conciliando o desenvolvimento do agronegócio de baixas emissões de carbono e a preservação ambiental. Somente assim iremos conseguir valorar nossos ativos ambientais e ajudar no desenvolvimento do estado”, garantiu Milani.

Envolvido nas agendas, o deputado federal Alan Rick (DEM) se comprometeu a, junto ao ministério do Meio Ambiente, contribuir também com as questões ambientais. Ele afirma que o Acre tem um enorme potencial para atrair investimentos na área da sustentabilidade econômico-ambiental e que a regulamentação do sistema de pagamentos aos serviços ambientais no Brasil é uma oportunidade importante para o Acre. Alan Rick afirma que um dos desafios é fazer chegar investimentos ao maior número de comunidades tradicionais e moradores das reservas ambientais e áreas de preservação.

“Sempre há recursos para bons projetos. É preciso dizer ao mundo que podemos promover atividades econômicas que gerem emprego e renda com sustentabilidade. Também podemos fortalecer atividades econômicas já consolidadas como a pecuária adotando a rastreabilidade dos rebanhos, que é uma tendência mundial dos consumidores asiáticos, americanos e europeus”, informou o deputado.

Vários encontros voltados para a temática da conservação serão realizados, como a apresentação da Plataforma Produzir, Conservar e Incluir, do Mato Grosso, que contará com a participação governador Mauro Mendes.


gow banner p20