Política

Política

Cameli prestigia solenidade em comemoração aos 62 anos do 4º BIS

O governador do Estado do Acre, Gladson Cameli, participou na noite desta quarta-feira, 18, da solenidade especial em comemoração aos 62 anos de criação do 4º Batalhão de Infantaria de Selva (4º BIS) – Batalhão Plácido de Castro.

Durante o evento, Cameli foi agraciado com o diploma de “Amigo do Batalhão”, homenagem concedida pelo 4º BIS para personalidades locais que promovem e colaboram com o desenvolvimento da instituição.

Em sua fala, o chefe do Executivo destacou a importância da instituição militar ao longo de mais de seis décadas no Acre, sobretudo, para a proteção da soberania brasileira nesta porção da Amazônia Ocidental.

“É uma imensa satisfação poder participar de mais um evento tão importante para o nosso querido Exército Brasileiro, momento em que se comemora os 62 anos de criação do Comando de Fronteira do Acre, e que depois se tornou o 4º Batalhão de Infantaria e Selva, o Batalhão Plácido de Castro. O trabalho do Exército é fundamental para a proteção das nossas fronteiras e para o avivamento do patriotismo no nosso país”, afirmou Cameli.

Gladson fez questão de ressaltar o trabalho desempenhado pelo Exército no combate às queimadas ilegais registradas nos estados da região Norte do país, missão esta que vem sendo executada por seus valorosos militares em quaisquer adversidades.

“O trabalho das nossas forças armadas só proporciona ganhos importantes ao nosso estado e ao país, numa construção da cidadania plena. Recentemente, com o aumento dos focos de incêndios no nosso estado, o Exército Brasileiro, em cumprimento à Garantia da Lei e da Ordem, exerceu um papel de extrema relevância ao cooperar com as nossas forças auxiliares: os nossos pelotões ambientais e bombeiros militares, para que a sociedade acreana tivesse uma resposta para os incêndios desenfreados de nossas florestas”, pontuou.

O atual comandante do 4º BIS, tenente-coronel Costa Prates, disse estar lisonjeado por liderar um dos mais antigos batalhões do Exército na Amazônia. Segundo ele, a contribuição para o desenvolvimento do Acre nos últimos 62 anos é outro importante marco alcançado pela instituição.

“É um momento muito feliz nesta data em que comemoramos o aniversário de 62 anos do Batalhão. Me sinto muito honrado em comandar esta instituição que leva o nome de um herói nacional que é Plácido de Castro e que lutou pela anexação do Acre ao território brasileiro. Além da nossa missão constitucional que é a defesa da nossa soberania, também lutamos pelo desenvolvimento nacional e regional”, frisou.

Para o comandante da 17ª Brigada de Infantaria de Selva, general Luciano Batista de Lima, a história do 4º BIS se confunde com a do próprio Estado do Acre e que o sucesso da instituição é o reflexo do trabalho que desempenha, como é o caso da forte atuação no combate aos incêndios florestais.

“O 4º BIS faz parte da história do estado e o que é importante para nós é mostrar que o próprio patrono do 4º BIS é Plácido de Castro e a 17ª Brigada de Infantaria de Selva, que tem sua sede em Porto Velho, tem como responsabilidade atuar nos estados do Acre, Rondônia e parte do Amazonas. Estamos em operação na Garantia da Lei e da Ordem combatendo os ilícitos ambientais e as queimadas com o apoio das tropas aqui do estado”, salientou.


gow banner p20