Política

    Deputado Cadmiel rebate notícia sobre sua família

    Em pronunciamento nesta quinta-feira, 5, o deputado Sargento Cadmiel Bomfim (PSDB), rebateu informação veiculada em um site noticioso de que o Imac foi até a fazenda de um de seus irmãos para aplicar uma multa por derrubada ilegal de floresta.

    De acordo com ele, a notícia está totalmente deturpada e tem como finalidade atacar a sua reputação, pois mesmo não sendo responsável pela infração, sua foto ilustra o artigo. “Além de todos os equívocos, até o meu nome saiu errado, o que mostra que o responsável sequer teve o cuidado de pesquisar”, comentou Cadmiel.

    A reportagem informa que o irmão do deputado é proprietário de uma emissora de rádio, no que Cadmiel ironiza: “meu irmão tem um motoradio à pilha que ele usa para se inteirar do noticiário nas madrugadas de muito trabalho. Que bom se ele tivesse tudo o que diz nesta reportagem”.

    Sargento Cadmiel informa que a notícia verdadeira é que seu irmão tem direito à posse de uma propriedade de 1.800 hectares, podendo explorar economicamente 20% da área, ou seja, 360 hectares. “Assim sendo ele derrubou 200 hectares e veio ao Imac para regularizar, mas ficou sabendo que posseiros não têm direito a desmatamento. Ele colocou o carro na frente dos bois. Se tivesse consultado antes, isso não teria acontecido”, comentou.

    Tratamento igualitário

    “Como notou que não teria outra solução ele reconheceu a multa e realizou um acordo para pagamento parcelado do valor de R$ 200 mil”, informou Cadmiel, elogiando a atitude da fiscalização.

    “Eu parabenizo o Imac e o governo do Estado pelo tratamento igualitário, não passando a mão na cabeça por ser irmão de deputado. Não sei como era no governo passado, mas hoje o Imac não privilegia os que estão no poder”, comentou.

    De acordo com ele, a atitude do Imac também desmente o discurso de deputados da oposição de que apenas os pequenos proprietários são perseguidos pelo Imac. Por outro lado, Sargento Cadmiel defende que a legislação seja revista, pois existem milhares de posseiros no Acre que não podem explorar suas terras por impedimento de desmatar.

    “De qualquer forma, meus parabéns para o Imac que demonstra que ninguém está acima da lei”, concluiu ele.

    Image
    Image