Política

    Governo do Acre economiza quase R$ 70 milhões e se destaca

    O governador do Estado do Acre, Gladson Cameli, recebeu com satisfação o resultado do relatório

    da Secretaria do Tesouro Nacional, que insere o estado ente os únicos nove que reduziram despesas em 2019.

    Nestes quase oito meses do novo governo Gladson Cameli foram economizados ao menos R$ 69 milhões, segundo a Secretaria de Estado da Fazenda, graças a uma política de austeridade que possibilitou cortar gastos, renegociar dívidas deixadas pela administração passada nas agências de crédito e honrar compromissos com fornecedores.

    Essa condição possibilitou ao Acre o mesmo patamar, em queda de despesas, que estão os estados do Mato Grosso, Roraima, Tocantins e Maranhão, dentro da Amazônia Legal, dos estados de Alagoas e Piauí, na região Nordeste e de Minas Gerais, no Sudeste.

    Os dados são comparados com o primeiro semestre de 2018, quando o governo era do petista Tião Viana.

    “A preocupação que temos de renegociar débitos, de honrar com as contas públicas já nos permitiu pagar R$ 2 bilhões em dívidas deixadas pela gestão anterior”, destaca o governador Gladson Cameli. Outro diferencial é a preocupação em horar com todos os compromissos financeiros.

    “Desde janeiro, continuamos atentos às contas, com muita responsabilidade e a prova disso é que estamos honrando o 13º salário da gestão passada, pagamos a metade do décimo de 2019 e já estamos guardando mês a mês, para dezembro, de modo que possamos valorizar o servidor e os nossos fornecedores, além do saneamento de contas, é uma das nossas maiores responsabilidades”, completa o governador.

    As informações do relatório têm como base os dados dos próprios estados que são informados ao Tesouro periodicamente.

    Image
    Image