Política

Política

Gehlen Diniz rebate críticas sobre aquisição de viaturas fora do Estado

O deputado Gehlen Diniz (PP) usou seu tempo na Tribuna durante sessão desta quarta-feira (14), para rebater críticas

feitas em relação a aquisição de viaturas de empresas de fora do Estado. O parlamentar alega que com o valor que foram adquiridos 110 veículos fora, no Acre se compraria apenas 77.

Diniz ressaltou que a opção por adquirir viaturas fora do Estado ocorreu devido aos valores praticados serem menores e, por conta disso, o número de veículos adquiridos poderia ser maior. Ele acrescentou ainda que mesmo que a compra tenha sido realizada fora, a manutenção será feita aqui.

“Não tem como o governo ser criticado por optar em economizar e adquirir 110 viaturas ao invés de 77. A manutenção desses veículos será feita aqui e não fora. Tenho certeza que a população aprova isso, pois quanto mais viaturas nas ruas, maior será o acompanhamento e prevenção de crimes”, pontuou.

Ainda sobre Segurança Pública, o parlamentar disse que tem recebido dados relacionados a área que podem comprovar que o índice de homicídios diminuiu consideravelmente. Ele destacou que de janeiro a agosto de 2018 aconteceram 278 homicídios, enquanto no mesmo período de 2019 foram 177.

O progressista também rebateu críticas feitas à Saúde Pública do Estado comandada pela secretária Mônica Feres. Ao responder ao deputado Jenilson Leite (PCdoB) de que há pacientes em macas nos corredores do Pronto Socorro, Diniz afirmou que se o fato for verdade deve ser solucionado o quanto antes, no entanto, não será da noite para o dia que serão resolvidos problemas acumulados durante 20 anos de abandono.

“Eu confio no trabalho da secretária. Muitos aqui torcem contra, querem que dê tudo errado, mas nós continuaremos trabalhando arduamente para que isso não ocorra. Quanto a vossa excelência, deputado Jenilson, na legislatura anterior não abria a boca para falar da Saúde, agora de repente acordou. Que bom! Antes tarde do que nunca. Só que o senhor fez parte de um governo que saiu do poder sem pagar o salário dos servidores, e uma gestão que faz isso não tem moral para exigir nada”, rebateu.

No tempo destinado ao grande expediente Gehlen Diniz criticou a postura do deputado Roberto Duarte (MDB), ele acusou o parlamentar de usar a Tribuna como palanque político e se colocar como salvador da pátria. “O Roberto Duarte fazendo discurso como se estivesse em palanque político. Deputado se acalme, ano que vem o senhor se candidata. Todos aqui estão defendendo os anseios da população, então não se coloque como salvador da pátria porque o senhor não é”, finalizou.


gow banner p20