Política

Política

Bestene acusa secretária de Saúde de não falar a verdade

O deputado José Bestene (PP) fez pronunciamento nesta terça-feira, 13, criticando a secretária de Saúde, Mônica Feres, e acusando “parasitas” que estão no Governo de tentar afastá-lo do governador Gladson Cameli.

De acordo com o parlamentar, a secretária não fala a verdade quando diz ao governador Gladson Cameli que faz um repasse mensal de R$ 3 milhões à Fundação Hospital do Acre. “Este dinheiro é produzido pela própria Fundação e que antigamente ia diretamente para o cofre da Fundação, mas que foi transferido para um Fundão depois de um decreto do ex-governador Tião Viana. A Fundação produz muito mais, R$ 3,5 milhão ou R$ 4 milhões”, afirmou o parlamentar.

Bestene disse estar estarrecido com algumas decisões da secretária de Saúde, como a de tirar os ortopedistas e anestesistas da Fundação, pois isso significaria estrangular o SUS no Estado. “A Fundhacre é único hospital de alta complexidade do Acre e trata ali pacientes de todo o Estado. Também é ali que fazemos todos os transplantes que não saem por menos do que 120 mil reais na rede privada”, comentou ele.

Bestene lembrou que a secretária Mônica Feres participou de uma sabatina na Aleac logo após assumir o comando da Sesacre. Na ocasião, o parlamentar pediu um tempo aos colegas justificando que ela tivera muito pouco tempo para se colocar a par dos problemas.

“Mas já se passaram quase três meses e não vemos resultados. A população já está cobrando. Nós temos que colocar o sistema para funcionar”, criticou ele, dizendo que Mônica precisa se relacionar melhor com os profissionais.

Mais tarde, em entrevista coletiva, Bestene disse que jamais lhe passou pela cabeça desejar o posto de Mônica na Sesacre. “Eu prefiro ficar por aqui. Por onde eu passei não gostaria de voltar. Fui presidente da Aleac e do Depasa, fui secretário municipal e estadual de Saúde. O povo me deu este mandato de volta e eu quero ser mais útil aqui”, afirmou.

Por fim, Bestene disse que alguns parasitas que ficam dependurados no governo do Estado estão tramando para afastá-lo do governador Gladson Cameli, mas que ele não se intimida, pois foi um dos construtores deste projeto de governo vitorioso.

“Parasitas deste tipo são comuns em qualquer governo. São plantonistas que ficam sem fazer nada esperando o salário cair no fim do mês. Eu vou combater isso aqui na Aleac, pois tenho compromisso apenas com o desenvolvimento do Estado e com o bem comum do meu povo”, afirmou.


gow banner p20