Polícia

Polícia

Após tragédia com ônibus, governo vai afastar envolvidos em autorização de viagem: ‘falhas inaceitáveis’

O governo do Acre determinou, nesta quarta-feira (14), o afastamento de todos os envolvidos no processo de escolha, seleção e autorização da viagem, após tragédia com ônibus que levava equipe de basquete para disputar a final dos Jogos Escolares em Cruzeiro do Sul. Uma adolescente de 15 anos morreu no acidente.

“Diante das inaceitáveis falhas verificadas durante todo o processo de escolha, seleção e autorização da viagem, ficou determinado que todos os envolvidos diretamente no processo de escolha e autorização da viagem sejam afastados até que as investigações sejam concluídas. Esse processo tem com o objetivo evitar que novas situações ocorram por desatenção ou negligência”, destaca a nota.

Procurada pelo G1, a assessoria do governo confirmou que o motorista será afastado, mas não detalhou quem são os outros envolvidos. A Secretaria de Educação disse à reportagem que o motorista não é do quadro de servidores e foi contratado especificamente para este serviço. Os detalhes da contratação estão sendo levantados no processo.

Acidente

O ônibus que tombou rodovia transportava 31 alunos e matou a estudante Kelly Pereira, de 15 anos. Em depoimento, na terça-feira (13), o condutor admitiu que se distraiu ao pegar um copo com alimento e perdeu o controle da direção.

policia 3Acidente com ônibus escolar deixou uma menina morta, além de outros alunos e representantes de delegações feridos - Fotos: Clodovildo Neves do Nascimento/Arquivo pessoal

O delegado responsável pelas investigações, Lindomar Ventura, confirmou que apura se o motorista do veículo está com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa.

Ainda em nota, o governador afirma que pediu celeridade nas investigações. Cameli se solidarizou com ocorrido e a morte da estudante.

“O governo do estado ordenou que as investigações a respeito do acidente sigam em ritmo acelerado, de forma a prestar à sociedade e à família dos estudantes uma pronta resposta acerca do ocorrido”, frisa.

Cameli reafirma na nota divulgada que todos os motoristas que prestam serviços para o estado devem passar por uma triagem para comprovar a qualificação. Ele garante também que a frota de veículos vai passar por revisão.

Portal G1/AC


gow banner p20