Polícia

Polícia

Empresário do Amazonas é preso em Rio Branco acusado de fraude em licitação

Zé Lopes, um milionário fazendeiro de Boca do Acre, dono de mais de cem cabeças de gado, foi detido em casa, em Rio Branco, na manhã desta terça-feira, 30

O milionário amazonense conhecido como Zé Lopes, que mora em Rio Branco (AC) e dono de pelo menos cem mil cabeças de gado em Boca do Acre (AM), acaba de ser detido na Capital pela Polícia Federal. Ele foi levado do prédio onde mora, o condomínio de luxo Maison, no bairro Morada do sol, em Rio Branco, nas primeiras horas da manhã desta terça-feira, 30.

A detenção faz parte da Operação Eminência Parda, deflagrada pela Polícia Federal. Um filho do empresário também está sendo procurado em outro condomínio, o Village, também no Morada do Sol. A condução dos dois está sendo determinada por mandados de prisão expedidos no Estado do Amazonas, pela acusação de fraudes em licitações. O nome da operação faz alusão às relações do empresário com o mundo da política no Amazonas.

Pai e filho são acusados de corrupção na construção de uma ponte em Manaus (AM). A relação deles com o Acre ocorre porque financiam até eleições de políticos acreanos. Zé Lopes ficou conhecido por ter sido citado em delações premiadas de delatores da Operação lava Jato, em Curitiba (PR). A Polícia Federal informou eu vai conceder entrevista coletiva para fornecer maiores informações a respeito do caso.

É a segunda vez que Zé Lopes é preso pela Polícia Federal. Na primeira, no início do ano, ele foi acusado de envolvimento com fraudes cometidas em parceria com fiscais do Ibama no Amazonas. É citado na Operação Ojurua, que prendeu César Gadelha “Capeta”, ex-superintendente do Ibama no Acre, que segue preso em Rio Branco.


gow banner p20