Economia

Economia

Assessor do sistema Fecomércio/AC comenta dados do Caged

O assessor técnico da Fecomércio/AC, Egídio Garó, comentou, nesta sexta, 26, os dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregos e Desempregados (Caged) divulgados na última quinta.

Segundo o levantamento, o mês de junho teve saldo positivo e, de acordo com Garó, o destaque foi para a indústria da construção civil.

Os dados enfatizaram que o setor contabilizou 404 admissões e 285 demissões. Na sequência, viria o setor de serviços, com alta de 82 novas vagas e, além disso, desde abril, o Acre teria voltado a fechar os balanços mensais com saldo positivo.

“Em todo o País, mais de 408 mil vagas de emprego formal foram criadas, contra 392 mil vagas em 2018. Dos oito setores produtivos na cadeia brasileira, sete geraram empregos, com destaque para o setor de serviços, seguido pela agropecuária e indústria. O único setor que não criou vagas de emprego no Brasil foi o comércio que, ao contrário da tendência, seguiu o caminho oposto, reduzindo, em todo o país, mais de 88 mil vagas”, explicou Garó.

O assessor reiterou que houve redução no número de vagas no setor comerciário. "O que demostra a retração do setor neste momento econômico em que o estado e o País atravessam", finalizou.

Ainda de acordo com o levantamento, a cidade que mais se destacou é Rio Branco, com 144 postos de emprego. Já a segunda cidade do estado, Cruzeiro do Sul teve 178 admissões contra 107 demissões, o que gerou 71 novas vagas.


gow banner p20