Ciência/Saúde

Ciência e Saúde

Mais de 289 mil morreram no Brasil em decorrência de doenças cardiovasculares em 2019, aponta pesquisa

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), mais de 289 mil pessoas morreram no país em 2019

, em decorrência de doenças cardiovasculares, como a endocardite (infecção do revestimento interno do coração) e o acidente vascular cerebral (AVC).

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), enfermidades relacionadas a problemas cardíacos são as que mais matam no mundo.

Os principais fatores que favorecem o desenvolvimento da doença são o sedentarismo, obesidade, colesterol, hipertensão arterial, tabagismos e diabetes, conhecidos como fatores modificáveis, relacionados com hábitos de vida. Alguns casos também ocorrem de maneira hereditária.

Dicas para prevenir doenças do coração

1. Reduza a ingestão de alimentos gordurosos e com muito sal

Alimentos ricos em gordura contribuem para a formação das placas ateroscleróticas (acúmulo de gordura, colesterol e outras substâncias nas paredes arteriais). Já o excesso de sal pode provocar a elevação da pressão arterial, o que exige mais força do coração para realizar os batimentos e fazer o sangue circular por todo o corpo.

2. Cuide do seu pesoA obesidade é uma das maiores vilãs quando o assunto é doença cardíaca e vascular. Isso ocorre principalmente devido à associação entre essa condição e doenças como colesterol alto, diabetes e hipertensão. Para evitar o excesso de peso, além de cuidar da alimentação diariamente, é preciso praticar atividades diárias durante, pelo menos, 30 minutos seguidos.

3. Não exagere no álcool

O consumo exagerado de bebidas alcoólicas pode causar infarto e, até mesmo, desencadear uma insuficiência cardíaca. Isso acontece porque o etanol danifica as células musculares desse órgão — uma condição chamada de miocardiopatia alcoólica. Além disso, essa substância também está associada ao fechamento das artérias e ao desenvolvimento de arritmia.

4. Evite o tabagismo

As substâncias químicas presentes no tabaco, como a nicotina, provocam o estreitamento das artérias, o que aumenta a frequência cardíaca e a pressão arterial. Além disso, o dióxido de carbono da fumaça do cigarro compete com o oxigênio, o que faz com que o corpo e o coração trabalhem mais para oxigenar o organismo. Tudo isso favorece a ocorrência de um ataque cardíaco.

5. Consulte um médico

Fazer um acompanhamento médico anualmente é fundamental para prevenir as doenças do coração. Assim, o médico pedirá exames de rotina para verificar, principalmente, os seus níveis de glicose — o que indica a presença de diabetes — e o colesterol sanguíneo.

6. Evite o estresse excessivo

O estresse provoca inúmeras alterações em nosso corpo, como o excesso de atividades no sistema nervoso. Com o estilo de vida que a maioria das pessoas leva atualmente, esse problema tem se tornado cada vez mais frequente e servido como principal fator de risco para diversas enfermidades.

7. Controle a sua pressão arterial

O controle da pressão arterial é indispensável para gerenciar e avaliar o estado de sua saúde, isso é, saber se há algum problema (como a hipertensão) e se os níveis estão regulados. Isso significa que não basta checar a sua pressão arterial apenas nos exames de rotina. É preciso fazer o controle com maior frequência e aumentá-la conforme envelhecemos. Esse cuidado se faz ainda mais necessário nos casos em que as doenças do coração são de origem hereditária.


gow banner p20