Amazônia

Amazônia

Cooperativa Catar coleta material na Expoacre para reciclagem

Com o grande público que circulou pelo Parque de Exposições durante os nove dias da 46ª edição da Expoacre, grande também é a quantidade de resíduos sólidos produzidos.

Exemplo de sustentabilidade, a Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis de Rio Branco (Catar) atua dentro da feira na coleta de material reciclável.

Dez mulheres e cinco homens se revezam na seleção e coleta do material em todo o parque. De acordo com a cooperada Gleiciane Rosana dos Santos, os catadores já conseguiram recolher um grande número de material reciclável. “Já conseguimos recolher 847 kg de latas que vão ser vendidos a R$ 3,30, no valor total de R$ 2.795,00, além de 375 kg de garrafas pet que serão vendidos a 60 centavos num total de R$ 225,00”, disse.

Ao longo de oito dias, os catadores já recolheram mais de uma tonelada de resíduos sólidos. O resultado é positivo no que diz respeito à economia dos cooperados e também para a sustentabilidade, pois todo esse material vai passar por processo de reaproveitamento.

A assistente social Rafaela Barbosa, que visitou a feira e observou o trabalho dos catadores, disse que olhar para o meio ambiente e trabalhar numa perspectiva de sustentabilidade é pensar no presente e também no futuro. “Reaproveitar os materiais, pensar no que podemos gastar e como gastar, pensar nas gerações que virão e vão necessitar de um ambiente bem cuidado, não é papel apenas do governo, mas de cada um de nós que tem a sua participação no cuidado com o meio ambiente, afirmou.

Sustento e Renda

O cooperado Cleiton José da Silva explicou que a jornada de trabalho dos catadores é de segunda a sexta-feira, sempre das 8h as 17h. “A gente sai no caminhão para fazer coleta de papelão, plásticos e de outros materiais. São doações que a gente busca, como livros didáticos em desuso oferecidos por algumas escolas, papel branco tipo A4 e garrafas pet”, disse.

O resultado da coleta é levado para a sede da cooperativa e selecionado por tipo de material. Ele disse que os valores resultantes do trabalho como catador auxiliam em boa parte do sustento da família. “Eu tenho minha esposa e dois filhos. Boa parte do sustento da minha casa é da cooperativa, além de algumas diárias que eu faço como extra”, ressaltou.


gow banner p20