Amazônia

Amazônia

Onça-pintada enfrenta correnteza de rio para cruzar fronteira entre Brasil e Bolívia

Uma onça-pintada foi filmada enfrentando a correnteza do rio Mamoré para atravessar a fronteira entre Brasil e Bolívia, nas proximidades de Guajará-Mirim (RO), a cerca de 330 quilômetros de Porto Velho.

O flagrante foi feito por turistas na segunda-feira (29) e o vídeo ganhou repercussão após ser postados nas redes sociais. Nas imagens, o felino aparece nadando nas águas barrentas do rio Mamoré, enfrentando as correntezas, enquanto os ocupantes da embarcação mantêm uma distância e apreciam a travessia.

VEJA O VÍDEO

De acordo com Luiz Paulo, gerente de operações de uma empresa de transporte aquaviário em Guajará-Mirim, o vídeo foi feito dentro uma embarcação comercial por um homem de nacionalidade boliviana, a poucos metros de Guajará-Mirim.

Luiz Paulo explica que o animal estava saindo de uma pequena ilha do lado brasileiro. Após enfrentar as correntezas do rio, ela chegou ao lado boliviano.

“Uma onça nadando é algo comum. É um felino que nada muito bem, mas a cena é rara de ser vista, pois a onça é um animal naturalmente tímido e se esconde dos olhos humanos”, explicou o biólogo Gabriel Vilardi.

Ainda de acordo com o biólogo, o vídeo deixa claro que a onça não correu riscos, mas ele pede para quando turistas flagrarem esse tipo de cena que não joguem objetos para chamar a atenção do animal.

“Se as pessoas da embarcação chegassem muito perto, a onça poderia se sentir acuada e atacar. Mas com a distância naquela situação não havia risco”, disse Gabriel.

A onça-pintada é o maior animal carnívoro da América do Sul. Outro fato sobre o animal é que ele é bastante comum na região da Amazônia e costuma se deslocar tanto por terra como por rios em busca de alimentos.

“Se deslocar de uma ilha à outra faz parte dos hábitos do animal. Nadar é algo normal para a onça-pintada, ao contrário do que ocorre com outros felinos”, comentou Gabriel Vilardi.


gow banner p20