Amazônia

Amazônia

Noruega diz que não vai ‘endossar’ mudanças no Fundo Amazônia que prejudiquem resultados

O ministro do Clima e do Meio Ambiente da Noruega, Ola Elvestuen, disse em um comunicado

divulgado nesta quinta (4) que não vai “endossar soluções que prejudiquem os bons resultados já alcançados” com o Fundo Amazônia. Ele também destacou que “seria um revés” se o fundo fosse extinto. “Fazer uma cooperação com o Brasil que enfraquece a nossa parceria não é uma opção”, afirmou.

A declaração foi dada um dia após embaixadores da Noruega e da Alemanha se reunirem com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, para falarem sobre as mudanças propostas pelo Brasil para o fundo.

O Fundo Amazônia foi criado em 2008 e é administrado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Ele tem cerca de R$ 3,4 bilhões em doações destinadas à conservação da floresta e à redução do desmatamento. A maior parte das doações vem da Noruega e da Alemanha.

Desde maio o governo brasileiro negocia com os dois países para alterar as regras do fundo e permitir que os recursos possam ser usados, por exemplo, para pagar indenizações a donos de propriedades privadas que viviam em áreas de unidades de conservação. As atuais regras não permitem o uso do dinheiro para tal pagamento.

A mais recente reunião ocorreu na quarta (3). Embaixadores da Alemanha e da Noruega e o ministro do Meio Ambiente do Brasil, Ricardo Salles, admitiram que o impasse poderia levar à extinção do Fundo Amazônia.

No comunicado do ministro norueguês, Ola Elvestuen ressalta que o objetivo da Noruega é continuar o diálogo com o Brasil. “O objetivo da Noruega é continuar a parceria, mesmo sabendo que o término do fundo também é um resultado possível. A Noruega deseja continuar o diálogo com o Brasil diretamente e não através da mídia”, disse Elvestuen.

“No nosso ponto de vista, o fundo tem funcionado bem até agora e não vemos a necessidade de mudar a estrutura de direção do Fundo Amazônia”, afirmou.

A Embaixada da Alemanha informou que o ministro de Cooperação Econômica e Desenvolvimento do país deve vir ao Brasil na próxima semana para se reunir com Salles. As negociações ainda estão em andamento.


gow banner p20