Geral

Geral

Em liminar, Justiça determina suspensão da greve dos servidores da Saúde

A Justiça do Acre concedeu uma liminar para suspender a greve dos servidores da Saúde. A categoria deflagrou a paralisação nesta terça-feira

(10) e pede melhores condições de trabalho e maior efetivo no quadro de servidores.

Nesta quarta (11), os trabalhadores ocuparam o prédio da Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre), em Rio Branco. Com faixas, os servidores se concentraram dentro do prédio e cantavam o hino nacional e gritavam palavras de ordem.

O grupo chegou a fechar a entrada do Pronto-Socorro da capital acreana também. O Sindicato dos Servidores da Saúde (Sinteac) informou que os atendimentos foram reduzidos em 40% e apenas as urgências e emergências estão sendo atendidas.

O G1 tentou contato com o Sintesac, mas não obteve resposta até esta publicação.

Liminar

O governo do estado ajuizou uma ação pedindo a ilegalidade da greve. Na ação, o Estado pediu ainda a desocupação do prédio da Sesacre.

A desembargadora Denise Bonfim determinou a suspensão da greve sob pagamento de multa de R$ 15 mil por hora de paralisação. A Justiça decretou também a desocupação do prédio da Sesacre pelos servidores.

“No tocante ao pedido de reintegração de posse do imóvel da Sesacre, entendo que não se pode confundir direito político à greve e às manifestações públicas daí decorrentes com esbulho, este último, deve ser concreto, cabendo ao Judiciário inibir os excessos, caso existam, praticados pelo movimento sindical, que privariam o Ente Público da posse de seu próprio imóvel”, frisou.


gow banner p20