Geral

    Rio Acre pode bater recorde de 2016 e atingir nível mais baixo da história

    A última chuva registrada em Rio Branco foi no dia 24 de julho. Desde então, já se passaram 25 dias e nada de chuva

    . E o pior é que não há previsão de melhora do panorama nos próximos dias. Quem diz isso é o major do Corpo de Bombeiros, Cláudio Falcão. “Estamos em uma situação bem crítica. Antes da chuva do dia 24 de julho, só tinha chovido no dia 6 de julho. Não temos previsão de chuvas significativas para os próximos dias”, disse.

    Um dos efeitos dessa falta de chuva é a baixa do Rio Acre. Na aferição das 6h desta segunda (19) o rio estava medindo 1,59m, uma das piores cotas dos últimos 14 anos, só não é menor do que em setembro 2016, quando o estado atravessou uma seca histórica e o Rio chegou a medir 1,30m.

    Mas o major Falcão alerta que esse recorde pode ser quebrado neste ano, já que o rio continua baixando de nível e a previsão é que ele ainda desça entre 20 e 30 centímetros.

    Outro fator que tem chamado atenção é o clima incomum. “Estamos vivendo um clima bem atípico para agosto, clima de deserto, de manhã bem frio e a tarde muito quente, com uma variação térmica de até 19ºC”, falou.

    Agência Contilnet

    Image
    Image