Geral

Geral

Grupo de grafiteiros de vários países faz encontro em Cruzeiro do Sul e promete mudar visual da cidade

Ao menos sete fachadas de prédios particulares e espaços públicos de Cruzeiro do Sul devem mudar de visual a partir desta sexta-feira

(19), com o trabalhado do grupo RB Graffiti que está na cidade para a apresentar sua arte. São mais de 50 grafiteiros do Brasil e de outros países que participam de um encontro na segunda maior cidade do Acre.

Essa é a primeira vez que o encontro ocorre em Cruzeiro do Sul, mas é a 3ª edição do RB Graffiti em Rio Branco. Pela 1ª vez, o encontro de grafiteiros teve um espaço especial para a participação de artistas femininas.

Depois do encontro na capital do estado, o grupo se apresenta em Cruzeiro do Sul para decorar a cidade. Entre os espaços que serão pintados estão o Coreto do Centro Cultural e o muro da Escola São José.

O grupo também fará, neste sábado (20), uma oficina para jovens da cidade que admiram a cultura urbana.

geral 4É a primeira vez que o encontro ocorre em Cruzeiro do Sul, mas é a 3ª edição do RB Graffiti - Fotos: Ismael Medeiros

“Vão ser dois dias de muita arte, muita festa, cultura urbana, onde também vamos estar, além de pintando, passando conhecimento para todos os jovens, crianças e para todo mundo que quiser colar aqui. O graffiti é para todos”, afirma o coordenador do grupo, Júnior TRZ.

O encontro dos grafiteiros em Cruzeiro do Sul é promovido pela Secretaria Municipal de Cultural e foi idealizado pelo prefeito da cidade, Ilderlei Cordeiro, depois que viu o trabalho feito na capital do estado.

“Estamos trazendo algo diferente para a nossa cidade, diversificando a cultura. Tenho certeza que eles trazem um pouco da cultura das outras regiões para deixar na nossa cidade e daqui vão levar também uma contribuição cultural para outras cidades”, disse Cordeiro.

O artista Babu 78 disse que o graffiti é uma arte presente em quase todas as cidades do mundo e o Acre agora faz parte desse movimento cultural.

“Hoje o graffiti é o maior movimento cultural praticado no mundo e agora está presente em todo território brasileiro. Quando esses eventos são feitos coletivamente o impacto social é maior, outra coisa é quando é feito individualmente que alguma parte da sociedade não consegue entender e não aceita. Mas, o graffiti cada vez mais tem quebrado essa barreira, não só aqui em Cruzeiro do Sul, mas como em outras regiões estamos muito felizes por temos sido recebidos dessa maneira”, disse Babu.

Portal G1/AC


gow banner p20