Geral

Geral

Tecnólogos em Heveicultura formados na Ufac promovem 2° encontro em outubro, na Bahia

De 23 a 29 de outubro acontece no município baiano de Ilhéus, o 2° Encontro de Tecnólogos em Heveicultura

, formados na Universidade Federal do Acre (Ufac). O curso, que teve início no Estado em 1977, foi criado em decorrência de uma demanda grande da produção de borracha natural no Estado, uma tradição em nossa região. “Durante esse período, houve a necessidade da formação de profissionais em um curto espaço de tempo. Precisávamos de mão-de-obra qualificada”, ressaltou o professor José Ribamar Silva, que lecionou na primeira turma há quase 42 anos.

Ele também falou da emoção de reencontrar seus ex-alunos. “Fico muito feliz em reencontrar meus ex-alunos, com perfis diferentes dos estudantes de ‘hoje’. Naquela época, até pela formação familiar, a amizade era verdadeira e sem interesses secundários. Isso fez com que nessas quatro décadas, não perdêssemos o vínculo, o gostar de estar juntos. Lecionei da primeira turma até a última. Os alunos buscavam uma profissionalização, tinham foco, e esse foco fazia com que eles tivessem aulas das 14h às 22h, mais de 500 horas por semestres”.

geral 5“Relembrar-me daquele período é revigorante, me emociono todas as vezes que estamos juntos. Espero participar muitas vezes desses encontros”, comentou Omelino Soares - Fotos: Regiclay Saady

O decano da primeira turma, Omelino Soares, de 79 anos, falou um pouco sobre os dias na academia. “Éramos 40. Desses, 16 se formaram e logo foram contratados. Alguns já estão em outro plano, o espiritual. Temos que motivar mais essa amizade, pois a turma está diminuindo. Sempre mantenho contato com os amigos de longa data, somos uma família. São muitas histórias para contar. Relembrar-me daquele período é revigorante, me emociono todas as vezes que estamos juntos. Espero participar muitas vezes desses encontros”.

geral 6Alunos da 1ª turma de tecnólogos formados em Heveicultura pela Ufac

geral 7“Os alunos buscavam uma profissionalização, tinham foco, e esse foco fazia com que eles tivessem aulas das 14h às 22h, mais de 500 horas por semestres”, disse o professor José Ribamar

O evento na Bahia reunirá professores e ex-alunos de todas as turmas. São esperadas mais de 70 pessoas. O curso de Tecnologia em Ciências Agrárias na modalidade em Heveicultura tinha duração de dois anos e meio, e foi regulamentado pelo Ministério da Educação em 1979. A última turma foi concluída em 1991, tendo formado 271 tecnólogos.


gow banner p20