Geral

Geral

Novos casos de caxumba confirmados em escola da capital acendem alerta de novo surto

A caxumba voltou a preocupar a Saúde desde 2018, quando foram registrados 167 casos da doença na capital.

Em 2019 a situação é ainda mais grave, nos primeiros 40 dias do ano a Secretaria Municipal de Saúde registrou mais de 200 casos. Após um período sem registros preocupantes, a doença volta a aparecer.

A Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) emitiu um alerta nesta sexta (28) para casos de caxumba no estado. A secretaria foi notificada sobre um possível surto da doença na Escola Glória Perez, que fica no bairro Xavier Maia, em Rio Branco.

A Vigilância Epidemiológica visitou a escola e confirmou nove casos da parotidite infecciosa (caxumba) entre a comunidade escolar, sendo oito alunos de uma mesma turma e um professor, que de acordo com a Saúde, não estão frequentando a escola para evitar risco de transmissão para os demais alunos e funcionários.

A caxumba é uma doença viral aguda de evolução benigna, caracterizada por febre e aumento de volume de uma ou mais glândulas salivares, geralmente a parótida e, às vezes, glândulas sublinguais ou submandibulares. Cerca de um terço das infecções podem não apresentar aumento, clinicamente aparente, dessas glândulas. A transmissão ocorre por via aérea, disseminação de gotículas, ou por contato direto com saliva e pessoas infectadas.

A secretaria informa ainda que todas as medidas preventivas recomendadas no protocolo de vigilância epidemiológica do Ministério da Saúde já estão sendo tomadas, mas que a melhor forma de prevenção é a vacinação. Diante desse quadro, todas as pessoas de 1 a 49 anos de idade podem procurar uma unidade de saúde, munidas de carteira de vacinação para atualizá-la.


gow banner p20