Cultura

Cultura

Sucesso e emoção marcam a final do Festival Estudantil da Canção

A 4ª edição do Festival Estudantil da Canção mobilizou mais de 300 estudantes do Ensino Médio e do Ensino Superior de Rio Branco.

Alunos de escolas públicas e de instituições particulares disputaram a premiação oferecida pela Prefeitura de Rio Branco aos ganhadores nas categorias intérprete e autoral. A final aconteceu na noite desta sexta-feira (27), no Lago do Amor.

A realização do FEC na gestão da prefeita Socorro Neri faz parte do conjunto de ações e investimentos nas políticas de desenvolvimento e fomento da cultura do Município de Rio Branco.

“Mesmo com as dificuldades, mantemos a realização do FEC, já na quarta edição, entendendo a importância fundamental que esse projeto tem, que promove o surgimento de novos talentos e a boa integração entre os estudantes de uma escola e de escolas de diferentes regiões da cidade através da música que tem um potencial extraordinário de promover bons valores, boas práticas e os estudante perceberam isso e fizeram do festival o sucesso que sempre foi.”, destacou a prefeita.

Com recursos próprios do Município, a Prefeitura de Rio Branco investiu mais de R$ 13 mil entre as premiações e toda a estrutura para a realização do festival.

A gerente do departamento de políticas para a juventude da Secretaria de Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH), Temyllis Silva, destacou a importância do evento.

“O FEC se tornou um movimento muito positivo de mobilização dos estudantes. Ao longo das etapas o FEC só cresceu e é a oportunidade de os jovens poderem mostrar um pouco do seu talento tanto na categoria intérprete quanto na categoria autoral e todos os anos a gente supera em número de inscritos então a gente espera que através do FEC a gente possa, além de revelar talentos, apresentar projetos culturais e alternativos às comunidades diante da carência que vivem principalmente as mais distantes.”, disse.

Nesta edição, participaram 60 escolas do Ensino Médio da rede pública e particular e 13 faculdades. Foram realizadas seis etapas seletivas por regionais de Rio Branco, incluindo uma seletiva rural e a universitária.

Houveram três ganhadores do Ensino Médio e outros três ganhadores universitários, na categoria intérprete, também foi premiada a melhor música autoral de cada segmento e o melhor vídeo.

Do Ensino Médio, a vencedora foi Rayssa Stefany, aluna do Instituto de Educação Lourenço Filho, que interpretou a música Ressuscita-me, de Aline Barros. Pelo primeiro lugar na categoria, ela levou o prêmio de R$ 3 mil, em dinheiro. Em segundo lugar, ficou Marta com a premiação de R$ 2 mil e em terceiro lugar, a dupla Denis e Douglas, com prêmio de R$ 1 mil.

Na modalidade universitária venceu Neto Galvão, acadêmico da Uninorte, com a música João de Barro, de Maria Gadu. A premiação também foi de R$ 3 mil pelo primeiro lugar. O segundo lugar foi para Abigail Sunamita, com o prêmio de R$ 2 mil e em terceiro, Rodrigo Damasceno, levou o prêmio de R$ 1 mil.

O prêmio de melhor música autoral do Ensino Médio foi para a dupla Denis e Douglas e do Ensino Superior ficou com a dupla Eduardo e Mateus.

Quélita Maria também foi premiada pelo melhor vídeo.

O deputado estadual Jenilson Leite (PSB) compareceu para prestigiar a final do festival e falou da importância do incentivo dado pela Prefeitura de Rio Branco à iniciativa.

“Estamos vivendo um momento de crise em que muitos gestores estão priorizando outras questões e deixam a cultura de lado. A prefeita Socorro Neri, além de estar priorizando o que precisa ser priorizado, está conseguindo fazer essa movimentação de apoiar também a cultura porque com isso está também contribuindo para que a nossa juventude possa ter mais oportunidade, para que possa tirar nossa juventude da marginalidade, da vulnerabilidade e possa dar a ela a oportunidade de mostrar o seu talento.”, opinou.


gow banner p20