Cultura

Cultura

Caravana de Cultura e Humanização estimula talentos no interior do Acre

A caravana de cultura e humanização trata-se de um intercâmbio composto por cinco oficinas.

Quatro nas linguagens artísticas de: Teatro, Música, Audiovisual e Artes Visuais, além da Oficina de Reciclagem, essa na dimensão da cultura ambiental; a caravana tem ainda como objetivo estimular a realização de uma Feira da Economia Criativa, e acontece nos municípios de: Acrelândia, Assis Brasil, Brasiléia, Cruzeiro do Sul, Epitaciolândia, Feijó, Mâncio Lima, Plácido de Castro, Sena Madureira, Tarauacá, e Xapuri.

As oficinas tem a duração de dois dias, com carga horária total de dezesseis horas, identificando o potencial artístico cultural já existente, e estimular a formação e surgimento de novos valores e núcleos de produção artística. Além das oficinas, acontece uma feira de economia criativa, com exposições e comercialização de artesanato e comidas típicas da produção local a previsão é que a caravana passe em todos esses municípios até a segunda quinzena do mês de setembro.

Como atrativo, as feiras contam com as apresentações dos resultados finais das oficinas realizadas, bem como com a participação espontânea de artistas e grupos culturais existentes, valorizando assim a identidade cultural de cada cidade contemplada pela caravana.

Nos dias 12 e 13 de Julho a caravana esteve em Assis Brasil, onde foram realizados as oficinas que atenderam a comunidade da zona rural do município, onde algumas pessoas se destacaram com um talento diferenciado, e outros sendo estimulados a desenvolverem o lado artístico.

Neide Lanes é uma moradora da zona rural de Assis Brasil, para ela a distância não foi obstáculo pra participar das oficinas. Apaixonada por pinturas resolveu fazer a oficina de desenho, e para sua surpresa descobriu que tinha habilidades e se destacou com sua primeira mostra.

“Resolvi desenhar meu sobrinho, peguei a foto dele e fui desenhando no inicio achei que não daria certo, sempre fiz somente pintura em tecido, mas quando percebi tinha ficado bastante parecido com a foto original, eu fiquei feliz com o resultado e todos gostaram,” comentou Neide Lanes.

Para o professor das oficinas de pintura e desenho Natalino Santos, esse projeto da caravana é muito importante para incentivar e dar um auxílio no que se refere a descobrir talentos e habilidades em locais fora do eixo que é a capital, levando oportunidades de estimular o lado artístico assim como, o acesso a cultura,” finalizou Natalino Santos.

A parceria da Fundação Elias Mansour, com o Ministério da Cultura, além de propiciar a circulação de atividades formativas, quando pequenas iniciativas encontram talentos apaixonados, a vontade de melhorar o mundo, apoio público e privado, certamente serão o início de grandes mudanças, o caravana de cultura e humanização tem como principal objetivo, contribuir com as diretrizes culturais estabelecidas pelo Estado do Acre.


gow banner p20