Prosa poética

Prosa poética

Ter fé e agir é para os fortes

Tive a oportunidade e alegria de prestigiar o pré-lançamento da obra FÉ EM AÇÃO, de Agostinho Ribeiro

. Falo de oportunidade porque nem todos, da parte do convívio do autor, estiveram presentes à especial recepção promovida no restaurante Pão de Queijo, um dos mais requintados do capital do Acre, em maio passado.

Também falo de alegria, porque como autor que me atrevo a ser, tenho visto que a cultura do livro e da leitura deixou de ser prioridade para as gestões públicas e um evento como o que foi proporcionado aos presentes, demonstra o tamanho da resistência que nós autores, enfrentamos de forma aguerrida por amor a causa do livro e da leitura.

A obra veio estruturada com 39 capítulos recheadas de muito esclarecimento e unção espiritual. Logo no primeiro, há um clima profético com excelente exposição a partir do chamado de Abraão, pelo próprio Deus, como a motivação e o leal posicionamento de fé que alcançou a vitória do personagem bíblico, através das suas gerações.

Há muitas partes da obra que exaltam e buscam motivar aos praticantes da fé cristã, como a descrita no último parágrafo da página 54, em que autor enfatiza a importância de seus leitores não fazermos outra coisa que não seja reconhecer a glória absoluta de Jesus, sendo Ele o nosso Senhor e suprema autoridade espiritual que devemos ouvir, nos guiar por seus ensinos e reder-lhe todo o nosso reconhecimento, amor, adoração.

Todo o livro é uma grande oportunidade de viajar nas centenas de relatos dos textos sagrados da palavra de Deus, isto deixa mais do que evidente o conhecimento profundo do escritor. Ele por ser pastor de uma das igrejas mais prósperas do Acre, não poderia trazer uma obra com menor impacto no meio religioso local.

Para mim e para todos que se consideram bons leitores, fica evidente que é necessário ter a fé e fazê-la agir ao seu favor para facilitar o alcance das conquistas espirituais. Ter fé e agir por ela, como nos inúmeros casos citados, nesta excelente obra, é para qualquer um e, especialmente para os fortes e destemidos que não medem esforços para alcançar o favor do Deus de toda a terra.

Quando finalizava a leitura, observei uma postagem do autor em uma rede social, sobre a sua produção. O que me chamou atenção foi a firmeza com que ele fala da sua obra e a convicção de que não se trata de um livro para sua promoção pessoal, mas exclusivamente para a edificação de quem se dispõe a lê-lo.

É o tipo de livro que se torna essencial ter por perto, já que a leitura diária como um devocional proporciona melhor aproveitamento dos ensinos contidos nele, certamente por trazer palavras de refrigério para almas necessitadas de respostas do Deus do autor, o Deus de Abraão, o Deus de Isaac, o Deus de Jacó. Li e recomendo a leitura de “Fé em ação”, livro de estreia do meu amigo Agostinho Ribeiro.

Valdeci Duarte – *Escritor acreano contemporâneo mais lido do Acre, assim diz o seu leitor número 1.