Poronga

Poronga

Ação emergencial

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), anunciou, em nota pública, que pretende instalar nesta terça-feira (27) a Comissão Mista Permanente sobre Mudanças Climáticas do Congresso Nacional para centralizar o debate sobre os incêndios que atingem a floresta Amazônica.

Prioridade

Para Alcolumbre, o assunto “merece atenção diferenciada” para que o Legislativo apresente ao país e ao mundo “soluções efetivas”. “Como presidente do Senado Federal e do Congresso Nacional, externo a preocupação de todos os parlamentares com as queimadas que atingem a Amazônia nos últimos dias. O nosso sentimento é de que este assunto merece uma atenção diferenciada para que possamos apresentar ao Brasil e ao mundo soluções efetivas”.

Fórum adequado

E ainda: “O Legislativo brasileiro possui o espaço adequado para centralizarmos este debate, que é a Comissão Mista Permanente sobre Mudanças Climáticas. Vou conversar com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (Democratas-RJ), sobre o andamento dos trabalhos neste colegiado e, já na próxima terça-feira (27), vamos instalar a comissão, sob a presidência do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE). A relatoria ficará sob a responsabilidade de um deputado(a)”.

Chance zero

O deputado Roberto Duarte, presidente da executiva municipal do MDB em Rio Branco, disse em entrevista ao jornalista Luiz Carlos Moreira Jorge, do site Blog do Crica, que não existe a mínima possibilidade de aliança entre o MDB e o PCdoB visando as eleições de 2020 para a prefeitura da capital.

Visão diferenciada

O posicionamento do parlamentar veio a tona após o deputado federal Flaviano Melo, presidente da executiva estadual do partido, acenar com a possibilidade de alianças no interior do Estado com o partido comunista.

Porque não me tomas?

A ideia foi vista com bons olhos pelo líder do PCdoB, deputado Edvaldo Magalhães, que afirmou ao Blog do Jornalista Luis Carlos Moreira Jorge, que aceitaria conversar com emedebistas.

Simpatia não é amor!

“O deputado federal Flaviano Melo que é presidente da executiva estadual do MDB disse que existe a possibilidade de alianças no interior do Estado porque cada município tem uma história e política diferenciada. Em Rio Branco eu sou presidente da executiva municipal e não existe a mínima possibilidade de nos aliarmos aos partidos de esquerda, eu sempre fui um feroz oposicionista aos governos de esquerda, não tenho como me aliar a eles.

Não e sim!

Duarte foi além: “Nossa executiva municipal nunca tratou dessa hipótese e eu particularmente não participo dessas discussões, porque as chances são zero de alianças nesse sentido em Rio Branco”, explicou o deputado. Duarte ainda destacou que da parte dele existem conversas com siglas que ajudaram a eleger Gladson Cameli ao governo. “Aqui na Capital conversaremos com os partidos que fazem parte coligação que elegeu o governador Gladson Cameli”, frisou.

Alvíssaras

Uma ótima notícia para quem foi cargo comissionado na gestão do ex-governador Tião Viana (PT) e não recebeu suas rescisões trabalhistas.

Simples assim!

O governador Gladson Cameli (PP) disse, antes da sessão legislativa em homenagem ao aniversário de 75 anos da Rádio Difusora Acreana, que já autorizou sua equipe econômica providenciar o pagamento o quanto antes de quem tem rescisão à receber. “Vou pagar porque sou cobrado todos os dias e é um direito dessas pessoas receber”, afirmou Gladson.

Preço

O desprezo pelo meio ambiente corroeu a popularidade do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que já vinha baixa. De acordo com pesquisa CNT/MDA, divulgada ontem, segunda-feira (26), 93,5% dos entrevistados consideram a preservação do meio ambiente muito importante, outros 5,5% acham pouco importante o tema. Apenas 0,5% não acredita ser importante conservar a natureza.

Reflexos

Os números refletem diretamente no aumento de 19% para 39,5% da avaliação negativa do governo Jair Bolsonaro. O levantamento foi feito em agosto, quando as notícias dos incêndios na Amazônia ultrapassaram as fronteiras. A avaliação pessoal dele recuou de 57,5% para 41%, e a desaprovação foi de 28,2% para 53,7% entre fevereiro e agosto.

Irracionalidade

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) havia alertado que a destruição em junho cresceu 88% e em julho 278% na comparação com iguais períodos de 2018. Por causa da destruição acelarada da Amazônia, a Alemanha anunciou a suspensão de quase R$ 155 milhões destinados a projetos de preservação ambiental no Brasil e a Noruega anunciou o bloqueio de cerca de R$ 133 milhões.

Efeitos

O desmatamento também pode gerar sérios prejuízos econômico por causa de eventuais boicotes a produtos brasileiros. Questionado pelo Valor se “é questão de tempo que parem de comprar do Brasil”, o presidente da Abag, Marcello Brito, foi taxativo: “É questão de tempo”.

Esmiuçando

A defesa do ex-presidente Lula pediu ao Tribunal Federal da 4a Região (TRF-4) acesso a todas as mensagens trocadas entre o ex-juiz da Lava-Jato, Sergio Moro, e os procuradores da força-tarefa de Curitiba que foram obtidas na Operação Spoofing. A operação prendeu o hacker que copiou as comunicações do aplicativo Telegram trocadas entre ambos.

Standy by

Em petição apresentada ontem, segunda (26) à corte, o advogado Cristiano Zanin Martins também solicitou que o processo do sítio de Atibaia (SP) seja suspenso até que a Justiça decida se compartilhará o material. A defesa pede que “seja determinada a suspensão da marcha processual até final julgamento dos processos e incidentes relativos às mensagens trocadas no Telegram”.

Et pour cause

O manifestação da defesa veio poucos dias depois do relator do caso do sítio no TRF-4, João Pedro Grebran Neto, dizer que vai liberar seu voto até o fim do ano. No pedido, os advogados de Lula argumentam que os milhares de arquivos ainda desconhecidos podem conter informações que reforcem as teses defensivas do petista.

Detalhes que fazem diferença

A defesa ainda solicitou que as trocas de mensagens entre Moro e os procuradores de Curitiba relacionadas ao ex-presidente sejam levadas em consideração no julgamento do sítio, que se encontra em estágio de apelação no TRF-4.

Mais do mesmo!

O Ministério Público do Acre (MP-AC), por meio da promotora Manuela Canuto de Santana Farhat, decidiu instaurar um procedimento administrativo, para apurar suposta improbidade administrativa praticada na gestão do ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales, do MDB.

Ação de ofício

O procedimento foi publicado no Diário Eletrônico de ontem, segunda-feira (26). O órgão alega ter recebido informações de que o gestor teria realizado despesas sem autorização.

Prospecção

“O Tribunal de Contas do Estado do Acre, nos autos do processo (21.791.2016-30), detectou irregularidades na prestação de contas, referente ao exercício financeiro do ano de 2015, pela Câmara Municipal de Cruzeiro do Sul, o que pode caracterizar atos de improbidade administrativa”, diz trecho da representação.


gow banner p20