Poronga

Poronga

Hasta pública

Por decisão exarada pelo juiz da 2ª Vara Cível da Comarca de Cruzeiro do Sul, Dr. Hugo Barbosa Torquato Ferreira, ao menos dois de 11 veículos encontrados em nome do ex-prefeito Vagner Sales irão a leilão, em data ainda a ser definida. Os carros a serem leiloados são de luxo: uma Toryota HiluxSw4 SRV de placas QLÇV 1969 e uma outra Hilux CD 4×4, placa OXP 1515, ambas avaliadas, respectivamente, em R$ 180 mil e R$ 100 mil.

Fato gerador

A decisão pelo leilão foi tomada no último dia 3 de julho, acolhendo pedido do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), como garantia de ressarcimento de recursos públicos que teriam sido desviados pelo então prefeito Vagner Sales (2006/2014) e que ensejaram condenações por improbidade administrativa.

Currículo

Sales já tem condenações pelas mesmas acusações nas justiças federal e comum no Estado do Acre e ainda responde a outros três processos, de números 0003710-38.2011.8.01.0002, 0006305-75.2012.8.01.0002 e o terceiro é 0007697-19.2010.8.01.0002.

Dura lex, sed lex

Em seu despacho, o juiz determina que os veículos sejam removidos para depósito, avaliação e “alienação em leilão público”. Diz ainda que “caso não seja possível a remoção dos veículos, expeça-se ofício à Receita Federal, requisitando-se as duas últimas declarações do Imposto de Renda apresentadas pelo executado, com o fim de identificar eventuais valores ocultos”. A Justiça tentou bloquear dinheiro em contas bancárias em nome do ex-prefeito, mas encontrou depósitos de apenas R$ 1 mil e teve que valer-se dos leilões como alternativa.

Barraco

Moradores de Sena Madureira que ouviam a programação da rádio Aldeia FM entraram em pânico por volta do meio dia desta sexta-feira (19) quando o prefeito do município, Mazinho Serafim (MDB), invadiu os estúdios da emissora e iniciou um bate-boca com troca de ameaças com um vereador de oposição conhecido como Canário (Sem Partido).

Nível subterrâneo

O vereador concedia uma entrevista à rádio e questionava declarações do prefeito, insinuando que Mazinho Serafim seria mentiroso. “Mentiroso é você, seu f.d.p”, disse o prefeito, apoplético, ao invadir a emissora e passar a ofender o vereador opositor.

Baixaria ao vivo

Os dois passaram a trocar acusações e o bate-boca, com direito a palavrões e trocas de ameaças, chegou a ser ouvido pelos ouvintes da programação. O apresentador do programa e que entrevistava o vereador Canário na hora da chegada do prefeito, revelou depois ter ficado aterrorizado com a cena.

Corta

Após a intensificação das agressões verbais entre as duas autoridades a direção da rádio resolveu tirar a emissora do ar. “É inadmissível agente enquanto vereador não poder fazer nosso papel porque o prefeito não gosta de ser contrariado”, disse o vereador Canário, após a confusão ao se dirigir à delegacia de polícia para denunciar o prefeito.

Useiro e vezeiro

Não é a primeira vez que o prefeito Mazinho Serafim se envolve em confusões com adversários. Provavelmente também não deve ser a última.

“Rainha do Verão”

Em Tarauacá, a prefeita Marilete Vitorino (PSD) é apontada como uma política promesseira. Desde que assumiu, ela promete resolver os problemas da buraqueira na cidade para o próximo verão. Passa de um ano para o outro. Mais de três anos depois de eleita, ela mantém as promessas e as ruas continuam parecendo o solo da lua, de tantos buracos. Passou a ser chamada de “Rainha do Verão”.

Insucesso

De Brasília, chega a notícia de que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou nesta quinta-feira (18) pedido feito pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para afastar os desembargadores João Pedro Gebran Neto e Thompson Flores do julgamento do processo sobre o sítio em Atibaia (SP).

Processo

Em fevereiro, Lula foi condenado a 12 anos e 11 meses de prisão na ação penal sobre as reformas realizadas na propriedade. Após a sentença, a defesa recorreu da decisão e também disse que os dois magistrados devem ser afastados do julgamento do caso por não serem imparciais.

Na Justiça

O ex-governador Tião Viana anunciou que vai à Justiça contra o ministro da Economia, Paulo Guedes. A causa foi a declaração do ministro de que, no Acre, na época em que Viana era governador do Acre, sumiram R$ 100 milhões emprestados pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Social) destinados às obras na BR-364. O ex-governador se sentiu ofendido e quer que o ministro prove o que disse.

Bate boca

A DJ Raquel Pacheco, no passado conhecida pelo apelido de Bruna Surfistinha, se referiu nesta sexta-feira (19) à fala de Jair Bolsonaro sobre o emprego de dinheiro público no filme “Bruna Surfistinha” como “mais uma infeliz declaração do Bolsonaro”, e rebateu: “antes dele fazer juízo de valor sobre os outros, deveria cuidar da moral da própria família e do nosso país”.

Avaliação

Segundo Bruna Surfistinha, “Ele está cuidando demais do que não precisa e fazendo pouco do que é realmente necessário pra termos um país melhor.”

Censura

Na quinta-feira (18), Bolsonaro havia dito: “Nāo posso admitir que se façam filmes como o da Bruna Surfistinha”.

Reação

Antonia Pellegrino, roteirista do filme, respondeu Bolsonaro na manhã de ontem, dizendo: “O que você não deveria admitir é 13 milhões de desempregados, universidades sucateadas e ter laranjas na sua família. Cegueira e ignorância levam à censura. Melhore”.

Revolta

Segundo a jornalista Daniela Lima, do coluna Painel, do jornal Folha de São Paulo, os produtores que trabalharam em “Bruna Surfistinha” ficaram indignados com a declaração de Jair Bolsonaro.

Desempenho

“Quem trabalhou na película lembra que ela gerou centenas de empregos, e que a série, gravada após o filme, foi uma das mais vistas na América Latina —e está na quarta temporada. ‘Bruna Surfistinha’ teve mais de 2 milhões de espectadores, a segunda maior bilheteria de 2011”, escreveu a jornalista.

Nível

Já o colunista José Simão fez graça da quizília entre o presidente e a estrela pornô: “Nāo posso admitir que se façam filmes como o da Bruna Surfistinha”, disse Bolsonaro. E Simão: “A culpada pela extinçāo da Ancine é a Surfistinha! Que fez menos sacanagem que o ministro da Educaçāo”, ironizou. A que ponto chegamos!


gow banner p20