Poronga

Poronga

Mordomia pelos ares

A empresa Manaus Aerotaxi foi a empresa vencedora do pregão modalidade Registro de Preços para que o Estado possa dispor do serviço de aluguel de um jatinho para os agentes e o próprio governador Gladson Cameli (PP) cumprirem suas agendas no interior do Acre e alhures.

Especificidades

O asa dura a ser contratado é uma Aeronave Executiva Birreatora a Jato, para transporte de pessoal, com tripulação, combustível e todos os demais custos, encargos referentes a essa atividade e capacidade de transportar até oito pessoas. O certame fixou um contrato de, até, R$ 5.184,000,00 ( quase R$ 5,2 milhões) por 12 meses. A hora do vôo custará R$ 18 mil e caso o governo utilize a aeronave por 24h de vôo em um mês, o custo chegará aos R$ 432 mi/mês.

Burocracia

Apesar da empresa ter se sagrado vitoriosa, ainda falta a Casa Civil, responsável pela licitação, homologar o contrato. Tal procedimento deverá ocorrer nos próximos dias. A fonte dos recursos para o custeio dos serviços será a rubrica ‘Recursos Próprios’.

Ação facultativa

O governo do Estado destaca que o sistema de registro de preço não obriga a contratação por parte da Administração Pública e que o valor global do contrato não significa que todas as horas de vôos contratadas serão utilizadas, mas sim em eventuais emergências e extrema necessidade.

Ineditismo

Desde que o Acre saiu da condição de território, o tesouro estadual sempre sustentou o deslocamentos de secretários e servidores do Estado por meio de aquisição de passagens aéreas nas companhias que atuam no ramo, empresas essas sediadas em território acreano.

Lógica governamental

Os críticos da iniciativa recorrem a fala do governador Gladson Cameli, que em recente entrevista na TV Gazeta, repetidora da TV Record, foi enfático: “Eu tenho avião particular. Graças a Deus eu tenho essa possibilidade. Como é que eu vou falar em economia e em corte de gastos se eu vou colocar um avião a minha disposição para o Estado pagar? Não precisa”.

Indagações pertinentes

Sobre as afirmações do governador na TV Gazeta, é lógico que ele foi cirúrgico; pertinente! Ele tá certo! Então, por que a licitação? por que arcar com custos do aluguel de um jatinho quando existem tantas premências nos serviços de responsabilidade do poder público?

Primeiro mundo

Deve ser muito ruim morar em um estado aonde a saúde funciona precariamente; a segurança e de total insegurança; a infra-estrutura das rodovias é precária e a economia não funciona a pleno emprego, isso pra elencar somente alguns itens. Ainda bem que esses casos não acontecem no nosso Estado, né? No exercício da defesa, alguém poderia anotar: mas ainda não foi contratado!? Poder-se-ia, apresentar a resposta: é, não disse mas pensou!

Esclarecimentos

Em carta aberta aos servidores da Secretaria de Saúde no dia de ontem, a secretária Mônica Kanaan disse que jamais falou em “corpo mole” e usou filósofos e linguagem de futebol para anunciar que “a boa Saúde no Acre vai acontecer”

Ipsis literis

Mônica Kanaan disse a servidores do órgão que teve suas declarações, durante depoimento na Assembleia Legislativa, na terça-feira (9), em Rio Branco, interpretadas de forma errada. “Quando foi me perguntado sobre os recursos humanos, respondi que há muita gente disposta a trabalhar para fazer uma boa saúde no Acre. E citei a frase de Marc Benioff, que diz: Concentre-se nos 20% que fazem 80% da diferença”. É a Lei de Pareto (regra 80/20), que tem muitas aplicações, inclusive no que diz respeito à gestão da qualidade total. Isso não tem nada a ver com o que foi interpretado. Em nenhum momento foi falado em “corpo mole” - escreveu a secretária.

Personagem

Marc Russell Benioff, citado pela secretária, é um empreendedor norte-americano com patrimônio líquido estimado US $ 6,4 bilhões em dezembro de 2018, segundo o site Wikipédia. É fundador e presidente da empresa co-CEO da Salesforce, especializada em computação em nuvem.

Explanação

Mônica Kanaan disse que, durante a reunião na Assembleia, foram expostos os dados e informações obtidas neste primeiro mês de gestão, com proposta de estratégias e metas.

Pingos nos ‘ is

“Perguntas foram respondidas e sugestões foram ouvidas. Alguns pontos foram discutidos. Tudo numa abordagem bem técnica, como, acredito, deve ser feita. A saúde pública tem que ser encarada como um investimento e não como gasto. Quando foi me perguntado sobre os recursos humanos, respondi que há muita gente disposta a trabalhar para fazer uma boa saúde no Acre”, disse.

Dinâmica

De acordo com a secretária, “quando existe um bom processo de trabalho, realizado por pessoas competentes e comprometidas, o resultado é positivo. E forças contrárias se tornam inconsistentes, cessam ou deixam de existir. Isso está acontecendo nessa gestão. Trabalho sério, diuturno, honesto, transparente, com estratégias e metas, está sendo realizado”, afirmou a secretária.

Coerência

A secretária ainda foi além: “O meu discurso é exatamente o mesmo, desde o meu primeiro dia nessa gestão: fazer boa saúde trabalhando com pessoas para pessoas”. Mônica Kanaan disse ainda que defende o respeito ao próximo e que é extremamente “kantiana”, em referência ao pensador Immanuel Kant, considerado como o principal filósofo da era moderna, que operou, na epistemologia, uma síntese entre o racionalismo continental, e a tradição empírica inglesa.

Síntese Kantiana

Ela diz seguir a filosofia de Kant “mas sem deixar de lado a autoconfiança e a congruência, qualidades herdadas dos meus pais, legítimas pessoas que chegaram ao sucesso através de muito trabalho e dedicação. Legado que faço questão de deixar para os meus filhos, através do exemplo de minhas práticas de gestão”.

Repisando

Mônica Kanaan repetiu na carta aos servidores o que havia dito na Assembleia Legislativa: a boa saúde vai ser feita, sim, para cada cidadão acreano. Segundo ela, o bom gestor não se curva às críticas vagas e informações sem compromisso com a verdade e usou uma linguagem de futebol para dizer que está formando a equipe com a qual pretende trabalhar. “O time está sendo formado, forte, verdadeiro, comprometido com a transparência e com a vontade em fazer a saúde acontecer”, disse. “Conto com cada servidor e vocês sabem disso”, acrescentou.


gow banner p20