Cidade

Cidade

Rio Branco recebe Semana Mundial de Aleitamento Materno

A Prefeitura de Rio Branco realiza a partir desta quinta, 1, a Semana Mundial de Aleitamento Materno (SMAM) 2019, com slogan “Empoderar mães e pais, favorecer a amamentação Hoje e para o futuro!”, definido pela Aliança Mundial para Ação em Amamentação (WABA, sigla em inglês).

O objetivo da semana é enfatizar a importância do envolvimento de todos os familiares próximos, e não apenas da mãe, para que seja possível o aleitamento materno exclusivo nos primeiros seis meses de vida e de forma complementar até os dois anos de idade.

Com isso, a Secretaria Municipal de Saúde através das Unidades Básicas de Saúde realizará várias ações com gestantes, pais e seus bebês, enfatizando a importância da Amamentação desde o pré-natal até os dois primeiros anos de vida na redução da mortalidade infantil; licença maternidade e paternidade; orientações sobre os direitos dos pais; dificuldades que a mulher enfrenta para amamentar; mitos e verdades quanto ao leite materno, dentre outros.

Os profissionais de saúde têm papel relevante, pois são eles que acompanham os pais e filhos durante todo o processo. O pediatra, em especial, pode empoderar dialogando sobre vários aspectos do aleitamento materno, incluindo suas dúvidas, medos e crenças; dando informações atualizadas e embasadas em evidências; orientando com competência o manejo das eventuais dificuldades ao longo do processo da amamentação; e, sobretudo, escutando muito, elogiando quando pertinente, e respeitando as escolhas sem julgamentos.

Existem muitas barreiras para a prática ideal da amamentação, sendo uma das maiores a falta de apoio aos pais, em especial no trabalho. O aleitamento materno é um esforço de equipe, que requer informação baseada em evidências científicas e uma cadeia calorosa de apoio.

De acordo com a rede internacional, adotar uma abordagem inclusiva, que contemple os pais, parceiros, famílias, locais de trabalho e comunidade, é fundamental para criar um ambiente propício e permitir às mães amamentarem de forma otimizada.

No Brasil, desde 2007 as ações da SMAM são coordenadas pelo Ministério da Saúde, em parceria com a Sociedade Brasileira de Pediatria. Apesar desse trabalho contínuo, dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que somente 40% das crianças têm amamentação exclusiva nos seis primeiros meses de vida e 45% continuam sendo amamentadas até os 24 meses.

Os pais podem aprender sobre a amamentação, fornecer apoio emocional à mulher, compartilhar tarefas em casa, cuidar e brincar com seus bebes. A mulher deve receber todo apoio da família nesse período, pois a amamentação servirá como base para o desenvolvimento adequado da criança. Vale ressaltar, a importância do apoio das empresas, não comprometendo os benefícios da licença maternidade e paternidade.


gow banner p20