Cidade

Cidade

Estado regulariza pagamentos ao Educandário Santa Margarida

Educandário mantém abrigadas 36 crianças vítimas de abandono, negligência e violência

Buscando entender as necessidades do Educandário Santa Margarida e alinhar projetos no âmbito social, o governo do Estado fez neste mês o repasse, referente a subvenção social no valor de R$ 305.949,28. O valor corresponde a sete parcelas referentes aos meses de março a setembro de 2019. Para o pagamento do restante dos meses, será feito um aditivo para o pagamento de mais 4 parcelas referente aos meses de outubro/novembro/dezembro e 13°. Tendo em vista que os valores não estavam previstos no orçamento deste ano.

A secretária de Estado Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres (SEASDHM), Claire Cameli, visitou o abrigo, na sexta feira, 12, e disse que é de total interesse do Estado manter parceria com instituições sérias como é o caso do Educandário.

Cameli explicou que os atrasos no repasse de recursos deu-se em razão de que a gestão anterior deixou de fazer a previsão na Lei Orçamentária Anual para o Exercício de 2019. Com o início da nova gestão houve entraves com a não aprovação Lei de Subvenções para este ano, além de pendências na documentação do Educandário.

De acordo com a secretária a visita teve por objetivo conhecer o funcionamento dos trabalhos no abrigo e agradecer a todos os profissionais e voluntários pelo trabalho realizado e reafirmar a preocupação do Estado com o funcionamento da instituição.

“O governo pretende desenvolver ações que ajudem o trabalho desses profissionais e voluntários, que têm contado com a doação da sociedade civil, de instituições, para a manutenção e o cuidado com essas crianças. Por meio de parcerias e projetos consolidados podemos avançar nessa atenção que eles necessitam”, ressaltou Claire Cameli.

O coordenador financeiro, Nilton Cosson, explicou que a alimentação, vestuário, material de limpeza, higiene pessoal e calçados são em sua grande maioria oriundas de doações da sociedade civil.

“Abrigamos essas crianças, assumindo a responsabilidade de cuidar delas. Com as parcerias conseguimos desenvolver um trabalho de excelência. Agradecemos o apoio do governo do Estado e a visita da secretária, pois precisamos desse olhar para nossas crianças”, disse Nilton Cosson.

A coordenadora técnica, Gardênia Sales, destacou que o Educandário Santa Margarida é uma instituição filantrópica, cultural e de assistência social, que tem a capacidade de atender 32 crianças, mas que já recebeu 42.

“As crianças são encaminhadas pela Vara da Infância e Juventude de Rio Branco e dos Conselhos Tutelares, para acolhimento institucional, obedecendo às diretrizes da lei. É um espaço em que as crianças podem retomar as relações no processo educativo seguindo os princípios e premissas do Estatuto da Criança e do Adolescente”, completou Sales.

Sobre o Educandário

O Educandário mantém atualmente 36 crianças vítimas de abandono, negligência e violência (física, psicológica ou funcional). Com 76 anos, o Educandário Santa Margarida é a única instituição que atende crianças de zero a 12 anos, em Rio Branco.

São 24 profissionais que oferecem seus trabalhos em várias áreas, como por exemplo: cuidadores, cozinheiros, serviços gerais, zelador, motorista, administrador, assistente social, psicólogo, assistente pedagógicos e voluntários que ajudam nas escalas diurnas e noturnas.


gow banner p20