Geral

    Operação Pandemia II é lançada em Cruzeiro do Sul

    O Governo do Estado do Acre se uniu à Prefeitura de Cruzeiro do Sul e ao Ministério Público do Acre (MPAC) para fortalecer o combate ao coronavírus no município. Por meio da Operação Pandemia II, o objetivo é alertar a população em relação à gravidade da doença, orientar sobre o uso de máscara de proteção e a importância do isolamento social, além de fiscalizar o funcionamento do comércio local.

    Ao todo, 54 profissionais, de oito órgãos públicos, estão envolvidos nas atividades. São eles: Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Departamento Estadual de Trânsito (Detran), MPAC, Secretaria Municipal de Saúde, Vigilância Sanitária Municipal, Secretaria Municipal de Trânsito e Fiscalização de Tributos Municipal.

    “O objetivo maior dessa operação é baixar a curva de crescimento da Covid-19, tendo em vista que já estamos com quase dois mil casos confirmados e isso faz com que o município fique na fase vermelha”, explicou o comandante da Operação Pandemia II, capitão Alderlei Almeida.

    Iniciada nesta sexta-feira, 26, cinco equipes realizam, simultaneamente, abordagens educativas e de fiscalização em vários bairros da cidade, nos períodos da manhã, tarde e noite. Em Cruzeiro do Sul, uma lei municipal estabeleceu o pagamento de multa no valor de R$ 104,65 para quem for flagrado sem máscara de proteção em via pública ou estabelecimentos comerciais.

    Fotos Marcos Vicentti 176Comandante da Operação Pandemia II, capitão Alderlei Almeida Fotos: Marcos Vicentti/Secom

    “A nossa intenção nessas abordagens é orientar a população e verificar se os estabelecimentos comerciais estão cumprindo com as medidas estabelecidas em relação ao funcionamento. Em caso de reincidência, vamos aplicar a lei e tomar as providências cabíveis”, afirmou o comandante.

    Quem foi abordado, aprovou a iniciativa. “Esse tipo de ação é muito importante para conscientizar a população sobre os cuidados que devemos ter para não pegarmos esta doença. Espero que esta operação continue por muitos dias e alcance muitas outras pessoas”, opinou o mototaxista João Martins.

    Na primeira operação, realizada entre os dias 13 e 29 maio, 12,2 mil veículos foram abordados e mais de 17 mil pessoas atingidas. Alderlei Almeida aproveitou a oportunidade e pediu a ajuda dos moradores de Cruzeiro do Sul para que à pandemia seja logo superada.

    “Estamos vivendo um momento diferente e que ainda estamos nos acostumando. Sabemos que não tem sido fácil para ninguém. A mensagem que deixamos é que haja compreensão e reflexão de todos. Temos que fazer o possível para que esta doença não se descontrole e torne tudo mais difícil. Pedimos que as pessoas obedeçam as autoridades e fiquem em casa. Só saiam se realmente houver uma necessidade muito grande”, pontuou.

    Agência de Notícias do Acre

    Image
    Image
    Image

    logo news2