Geral

    Contra violência, advocacia lança vídeo para reforçar campanha ‘Sinal Vermelho’

    A ação nacional, que se une à local desenvolvida pela Comissão da Mulher Advogada (CMA) da Ordem, busca atender mulheres em situação de violência que têm dificuldade em denunciar os agressores. A ideia é simples: com um “X” vermelho na palma da mão, que pode ser feito com caneta, pincel ou batom, a vítima sinaliza que passa por uma situação de violência. Com o nome e endereço da mulher em mãos, os atendentes das farmácias e drogarias ligarão para os números 180, 181 ou 190 e reportarão o caso às autoridades de segurança.

    O vídeo conta com o presidente e a vice da OAB/AC, Erick Venâncio e Marina Belandi, presidentes e membros de diversas comissões da Seccional Acre, do presidente da CAA/AC, Thiago Poersch, e do conselheiro do CNJ, Marcos Vinícius Rodrigues, além de diversas outras pessoas. Neste sábado os advogados darão continuidade ao movimento e irão postar fotos com o sinal da campanha em suas redes particulares, o objetivo é mobilizar ainda mais pessoas para o enfrentamento à violência doméstica.

    Presidente da CMA, Isnailda Gondim lembra que houve aumento dos registros de violência em meio à pandemia. Nos meses de março e abril, o índice de feminicídio avançou 22,2% conforme o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Já as chamadas para o 180 tiveram aumento de 34% em comparação ao mesmo período de 2019, segundo balanço apresentado pelo governo federal. Nesse contexto, o Acre foi o estado que menos ofereceu denúncias de violência pelo canal 180.

    “Esse foi o motivo pelo qual a Comissão da Mulher Advogada promoveu a campanha ‘Mulher, Conte Comigo!  Você Não está Sozinha’, que tem como objetivo sensibilizar, conscientizar e informar a população sob os canais de denúncia: 180, nacional, 181, local, e para casos de emergência, o 190. A quarentena colocou mulheres e crianças em situações de maior vulnerabilidade dentro da própria casa. Iniciativas como essa ajudam a reverter a situação e salvar vidas”.

    A vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Acre, Marina Belandi, comenta que a instituição sempre pensa em meios para o combate da violência doméstica contra a mulher para tentar erradicar o problema. “Infelizmente é algo muito recorrente entre as mulheres em todo o Brasil. E no Acre essa realidade é ainda mais acentuada. Não podemos ficar inertes esperando que tantas vidas sejam sacrificadas. Esse é o momento e agir, estamos atentas”.

    Uma das participantes do vídeo é a presidente da Comissão da Jovem Advocacia (CJA) da Ordem, Fernanda Catarina. Ela considera que a gravação do vídeo demonstra como a OAB/AC também trabalha em prol da população acreana. “Para mim, como advogada e mulher que já sofreu violência doméstica, foi muito importante coordenar essa adesão à campanha Sinal Vermelho. A OAB já tem travado uma grande luta nesta pauta aqui no estado, por meio de diversos projetos. Esse é mais um momento em que nos posicionamos contra um mal que aflige milhares de pessoas”.

    Image
    Image