Geral

    Fecomércio/AC participa de visita técnica à Ponte Sobre o Rio Madeira

    Uma comitiva fornada por empresários do Acre, acadêmicos e autoridades estiveram na manhã desta quinta-feira, 21, em visita técnica à construção da ponte sobre o Rio Madeira, em Vista Alegre do Abunã, Rondônia.

    Na ocasião, os visitantes puderam ter informações em relação à obra e fizeram a travessia, além de tirarem dúvidas quanto à entrega.

    A construção iniciou em 2014 e, segundo os engenheiros responsáveis, já está 98% concluída, faltando apenas a pavimentação e terraplanagem. Estudos foram realizados ao mesmo tempo em que as obras eram realizadas e a intenção é que a ponte esteja construída até dezembro de 2020, conforme o cronograma.

    De acordo com o assessor técnico do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac/AC, Egídio Garó, visitas como essa são de suma importância para mostrar o trabalho da federação. "O Sistema Fecomércio-Sesc-Senac/AC atua na defesa do interesse empresarial do Acre, de modo que estarmos perto dessa obra, que é de grande relevância para o Acre, é um dos principais interesses da entidade", afirmou.

    O atraso da obra, que estava previsto para ser entregue ao final deste ano, se deve justamente à mudanças na elevação da estrutura, em concordância com orientações da Agência Nacional das Águas (ANA).

    O presidente do Sistema Fieac, José Adriano, afirmou que o grupo está a postos para ajudar no pleno funcionamento da obra. "Faremos nossa parte para fazer com que essa obra seja entregue no prazo determinado, no ano que vem. A construção dessa ponte é sonhada, pois muda a realidade do nosso estado e abre as portas do Brasil para o pacífico. Nossa proposta é encaminhar um documento às entidades do comércio e indústria, além da bancada parlamentar no Congresso", reiterou.

    A ponte sobre o Rio Madeira tem 1,084 quilômetros de extensão e 14,45 metros de largura, com duas pistas, dois acostamento e passarela. Com as modificações definidas pela ANA, a obra passará a ter 1,520 quilômetro, e o custo será de aproximadamente R$ 150 milhões.

    Image
    Image