Geral

    Milhares prestigiam o primeiro dia da Mostra Viver Ciência

    A Escola Flodoardo Cabral, que foi completamente revitalizada e reconstruída pelo Governo do Estado e entregue à comunidade em setembro deste ano, ficou pequena para receber os mais de cinco mil visitantes, apenas neste primeiro dia da terceira edição da Mostra Viver Ciência, no município de Cruzeiro do Sul.

    É realizada pela Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE) com os mais diversos parceiros, como o 61º Batalhão de Engenharia de Selva (BIS), instituições privadas de ensino superior, como a Claretiano e a Unopar, o Corpo de Bombeiros (CB), além do Serviço Social da Indústria (Sesi).

    Na mostra, os visitantes têm a oportunidade de conhecer os mais diversos trabalhos realizados pelos alunos das escolas de Cruzeiro do Sul, além de várias atrações como o Museu Tecnológico, a eletrobike, os jogos matemáticos, a robótica; estes apresentados pelo Centro de Matemática, Ciência e Filosofia (CMCF).

    Outras atividades que atraem um grande número de pessoas, sobretudo os estudantes, é o planetário, onde se tem oportunidade de conhecer um pouco mais sobre o universo; e o palco cultural, local que os alunos têm para apresentar e mostrar tudo o que sabem fazer.

    Cruzeiro do Sul é a última etapa da mostra em 2019. De acordo com a diretora de Inovação da SEE, professora Raquele Nasserala, nada menos do que 18 municípios receberam as edições da feira, que tem movimentado professores, alunos e a comunidade em geral.

    Em todas elas, um conjunto de ações é realizado pela SEE, mostrando as mais diversas possibilidades didáticas, como o desenho em três dimensões, que levam as crianças a brincar, mas também a aprender e conhecer um mundo novo, das novas tecnologias e das novas possibilidades.

    Se depender dos esforços que vêm sendo realizados pelo secretário Mauro Sérgio Cruz (SEE), além dos municípios onde a Viver Ciência já foi realizada este ano, Porto Valter e Marechal Thaumaturgo, que ainda não têm ligação terrestre com os outros municípios acreanos, também deverão ser contemplados com a edição da mostra.

    “A receptividade é muito grande. Em todos os municípios, professores e estudantes já estão pensando nas edições do ano que vem, o que irão preparar. Começam a melhorar o que acham que não ficou bom esse ano e não tem sido diferente aqui em Cruzeiro”, afirma a diretora de Inovação.

    Image
    Image