Geral

    Prefeita entrega documentação e pede que MPAC acompanhe concurso

    “Não há absolutamente nada a esconder”, desta forma a prefeita Socorro Neri abriu a reunião com a procuradora-geral do Ministério Público do Acre (MPAC), Kátia Rejane de Araújo Rodrigues e entregou cópias de toda a documentação do concurso público para o preenchimento de 553 vagas efetivas na Educação do município.

    Durante o encontro, a prefeita solicitou que o MPAC analise todo o processo e também participe do concurso como órgão observador.

    “A Prefeitura de Rio Branco agiu corretamente na contratação da Fundape [Fundação de Apoio e Desenvolvimento ao Ensino, Pesquisa e Extensão Universitária no Acre] e na recomendação que a instituição anulasse as provas realizadas no turno da manhã e fizesse o cancelamento das provas que seriam aplicadas no turno da tarde. Em respeito aos candidatos, em respeito lisura e à concorrência, que deve ser justa, nós tomamos essas atitudes”, disse Socorro Neri.

    A procuradora-geral classificou como acertadas as decisões tomadas pela Prefeitura de Rio Branco. “Nós vamos, sim, designar um procurador para acompanhar todo o processo e também para que toda a população tenha a garantia de que o concurso seja pautado pelos princípios da legalidade, transparência, é isso que nós vamos observar”.

    A prefeita Socorro Neri também esclareceu que uma nova banca elaboradora das provas e uma nova comissão organizadora do concurso serão constituídas e a nova data dos exames será divulgada em breve. Ainda de acordo com a prefeita, o cancelamento do concurso tornaria inviável a realização do mesmo pela atual gestão, por impedimento da lei eleitoral. “Nós vamos manter o concurso. No próximo ano nós vamos contratar esses profissionais para que as escolas do nosso município tenham em seus quadros somente servidores efetivos. Tudo o que nós queremos é garantir aos candidatos a total lisura desse processo”.

    Image
    Image