Geral

Geral

Reforma do Acreprevidência gera tumulto e confronto com gás de pimenta na Aleac

Como bem preveniu o deputado Gehlen Diniz (PP), líder do Governo na Aleac, o projeto de lei para reformular o Instituto de Previdência do Acre (Acreprevidência) gerou protestos na Aleac na manhã desta quarta-feira, 6.

Representantes dos sindicatos de diversas categorias do funcionalismo público invadiram a Aleac e tiveram que ser contidos com spray de pimenta. Os sindicalistas foram convidados para reunião visando discutir o projeto de lei, mas ficaram frustrados quando souberam que o debate aconteceria no auditório e não no plenário da Casa.

Os deputados Edvaldo Magalhães (PC do B) e Jenilson Leite (PSB) tentam conter o tumulto. Edvaldo disse que o Governo agiu com muita displicência ao elaborar um projeto desta magnitude sem um debate prévio com os servidores, motivo da revolta. De acordo com Gehlen Diniz, a reforma prevê apenas o aumento da idade para aposentadorias e nenhuma perda em ganhos salariais.


gow banner p20