Geral

Geral

Plantas em apartamentos: dicas para cultivar

A verticalização dos grandes centros urbanos deixou de ser uma mera tendência e se consolidou como padrão arquitetônico contemporâneo. Com isso, as espaçosas casas com quintal e jardim ficam cada dia mais raras, dando lugar aos apartamentos mais compactos.

Neste novo cenário, o verde das plantas e colorido das flores começam a fazer falta: esses elementos sempre fizeram parte da história e costumes da humanidade, seja através das ervas medicinais ou pela beleza ornamental das flores, presente nas festas, buquês apaixonados, no adeus em uma coroa para velório ou espalhadas por vasinhos canteiros para enfeitar as casas.

Para além dos espaços comuns de um condomínio, algumas espécies de flores e plantas conseguem se adaptar muito bem aos ambientes internos. Confira algumas dicas e cuidados para verdejar, colorir e decorar apartamentos de todos os tamanhos.

Plantas resistentes

Algumas espécies de plantas se adaptam melhor a ambientes fechados e com diferentes níveis de incidência de luz natural.

Jiboia: Uma das queridinhas dos apartamentos, a jiboia se desenvolve bem tanto com luz solar direta ou meia sombra. Ela precisa ser irrigada constantemente durante o verão, entre três e quatro vezes por semana, e até três vezes por semana no inverno. Atenção: por ser uma planta tóxica, o ideal é deixar suas mudas suspensas, mantendo a planta fora do alcance de crianças e pets.

Camedorea-Elegante: Essa espécie de palmeira é ótima para espaços internos: não passa de dois metros de altura e não gosta de ser exposta diretamente à luz solar. Ela costuma se desenvolver bem em vasos à meia sombra ou sem luz, com cerca de quatro irrigações por semana.

Echeveria: Também conhecida como rosa-de-pedra, essa espécie se apresenta em diversos formatos e tonalidades, com belíssimos padrões geométricos que lembram as pétalas de rosas. É uma planta que se desenvolve bem com pouca luz e pouca água: regar duas a três vezes por semana no calor é o suficiente, sempre irrigando suavemente a terra sem molhar suas folhas.

Cactos: Os cactos são plantas que exigem muito pouca irrigação e duram muito bem em ambientes internos. Umedeça a terra com algumas gotas de água uma vez por semana. A dica é optar por mini versões da planta e tomar cuidados com seus espinhos. Eles são excelentes para decorar mini jardins e prateleiras.

Espada-de-São-Jorge: Muitas pessoas acreditam que a espada-de-são-jorge é uma planta com poderes protetores para o lar. Mas vale também lembrar que ela também é tóxica e deve ficar longe das crianças e pets. Ela precisa de vasos com um bom sistema de drenagem para evitar que a terra fique úmida demais e apodreça suas raízes. O ideal é regar uma vez por semana no inverno e duas durante o verão. Mantenha seu vaso em meia sombra, com incidência de luz solar por até cinco horas diárias.

Bromélia: Os tons da bromélia podem variam entre vermelho, rosa e amarelo, contrastando lindamente com suas folhas verdes intensas. Para que suas folhas não se queimem ela precisa de um local com luminosidade indireta. Bromélias gostam de água e por isso precisam de irrigação a cada dois dias.

Samambaia: Conhecida por ser uma planta caseira e que transforma qualquer cantinho em uma mini floresta, a samambaia precisa ficar suspensa ou em um vaso alto para que suas folhas possam crescer com caimento natural. Ela não gosta de muita luz, por isso escolha um local com luz solar indireta. Mantenha a samambaia sempre bem irrigada, se possível regando diariamente, principalmente durante os meses mais quentes.

Dica: corte folhas secas ou danificadas para que ela possa se recuperar.

Flores para apartamentos

Antúrio: Com suas exuberantes flores vermelhas ou brancas, os antúrios precisam de bastante irrigação, de três a quatro vezes por semana. Seus vasos também devem ficar fora do alcance de pets e crianças e em locais com meia luz.

Azaleia: Elegante e colorida, a azaléia é indicada para pontos do apartamento com bastante incidência de luz solar, como as varandas ou próximo às janelas maiores. Sua irrigação deve ser feita de dois em dois dias, verificando sempre se a terra do vaso continua úmida nos dias mais quentes.

Begônia: As pétalas sensíveis da begônias não suportam incidência solar direta, por isso ela pode decorar os pontos de meia luz do apartamento. São flores que gostam de clima quente. Quando regar não deixe a água atingir as flores e folhas, apenas a terra. Durante o inverno, diminua a quantidade de água e deixe a terra quase seca. János dia mais quentes, regue de dois em dois dias, sem encharcar demais o vaso.

Violetas: Assim como as begônias, as violetas não gostam de muita luz e florescem em tons vivos e marcantes para decorar o apartamento com muito charme. Ela precisa ser regada de duas a três vezes por semana. Sempre corte as flores murchas e danificadas para que as violetas possam dar novas flores. Prefira vasos de barro ou cerâmica que ajudam a estabilizar a umidade da terra e preservar ainda mais as raízes da planta. Elas não gostam de calor, por isso fique atento se ela precisa de regas mais frequentes durante os dias mais quentes.

Lírio-da-paz: Essa bela flor se adapta muito bem aos apartamentos porque é nativa de florestas quentes, úmidas e com muitas sombras. Não deixe que o vaso de lírio-da-paz seja exposto diretamente ao sol. Não se esqueça de que suas raízes são grandes e precisam de um vaso espaçoso para crescerem saudáveis.

Dica: a planta é sensível ao cloro, por isso faça a irrigação com água filtrada, a cada dois dias, deixando a terra úmida, mas sem criar poças de água. Uma vez por semana, borrife levemente suas folhas com água filtrada para sua hidratação completa.


gow banner p20